“O Menino e a Garça” leva prêmio de Melhor Animação em Nova York

A animação japonesa, que surge forte entre os favoritos para disputar a categoria no Oscar, é produzido pelo Studio Ghibli e tem o dedo de Hayao Miyazaki.
Cena do filme O Menino e a Garça | Reprodução
Cena do filme O Menino e a Garça | Reprodução

O filme O Menino e a Garça conquistou o prêmio de Melhor Animação no New York Film Critics Circle Awards 2023, premiação da crítica de Nova York, sinalizando que a animação japonesa surge forte entre os favoritos para disputar a categoria no Oscar.

De acordo com o site O Vício, A animação japonesa concorria com nada menos do que Homem-Aranha: Através do Aranhaverso, Robot Dreams e Suzume e Elementos.

A princípio, o título provisório do filme era How Do You Live?, que é a tradução literal do título original em japonês (Kimi-tachi wa Do Ikiru ka) e o nome do livro que inspirou a trama.

A distribuidora GKIDS, no entanto, revelou o título oficial em inglês ao anunciar o lançamento nos cinemas norte-americanos para 2023.

O ator Soma Santoki, de 18 anos, dá voz ao protagonista Mahito Maki na dublagem original. Takeshi Honda (Ponyo: Uma Amizade que Veio do Mar e Rebuild of Evangelion) é o diretor de animação.

Joe Hisaishi (A Viagem de Chihiro, Princesa Mononoke, Meu Amigo Totoro) compôs a trilha musical, enquanto Kenshi Yonezu, conhecido pelos temas de abertura de Chainsaw Man e My Hero Academia, interpretou a música-tema intitulada “Chikyugi”.

VEJA TAMBÉM
Túmulo dos Vagalumes, o melhor filme do Studio Ghibli; saiba onde assistir
Os 21 filmes mais marcantes da animação japonesa; vídeos

História de O Menino e a Garça

Um jovem garoto chamado Mahito, em luto por sua mãe, se aventura em um mundo compartilhado por vivos e mortos. Lá, a morte chega ao fim e a vida encontra um novo começo. Uma fantasia semiautobiográfica sobre vida, morte e criação, em tributo a amizade, da mente de Hayao Miyazaki.

A trama do filme é inspirada no romance de Genzaburo Yoshino, publicado no Japão em 1937. Segundo Miyazaki, o livro é muito importante para o protagonista.

Lançamento sem marketing

Antes de sua estreia nos cinemas japoneses, o filme não recebeu trailers, sinopses e nem imagens promocionais. O único material de marketing divulgado foi um pôster.

O co-fundador e vice-presidente do Studio Ghibli, Toshio Suzuki, que também atuou como produtor do longa, foi o responsável pela ideia.

A intenção de Suzuki é resgatar a época quando se ia ao cinema sem saber muito sobre o filme, ao contrário do excesso de informação nos tempos atuais.

Miyazaki demonstrou receio com a estratégia, mas decidiu confiar em Suzuki. No final, deu tudo certo. A produção arrecadou US$ 13,2 milhões nos primeiros três dias, se tornando a maior estreia da história do Studio Ghibli, batendo o recorde do premiadíssimo longa A Viagem de Chihiro.

Esta também foi a primeira animação do estúdio a receber lançamento simultâneo em IMAX e conseguiu a maior bilheteria de abertura em salas do formato no Japão.

Vale lembrar que, segundo o próprio Suzuki, O Menino e a Garça pode ter sido o filme mais caro da história do Japão, superando O Conto da Princesa Kaguya, que custou cerca de US$ 49,3 milhões.

TRAILER LEGENDADO

Créditos: Anime Juice

== Mundo-Nipo (MN)

Total
0
Shares
Related Posts