Variedades

Museu de Arte de Teshima, ‘natureza e arte em conjunto com a arquitetura’

Com uma arquitetura única, o museu encontra-se em uma área arborizada, no canto de um terreno rodeado por campos de arroz e próximo ao mar.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A união das visões criativas da artista Rei Naito e do arquiteto Ryue Nishizawa, resultou no Museu de Arte de Teshima, localizado em uma colina na ilha de Teshima, no Mar Interior do Japão, entre as ilhas Naoshima e Shodoshima, parte integrante da prefeitura Kagawa.

Com uma arquitetura única, o museu encontra-se próximo ao mar e em uma área arborizada, no canto de um terreno rodeado por campos de arroz que tinham sido abandonados, mas foram restaurados com a ajuda de moradores locais.

Estruturalmente, a edificação é constituída sob a forma de uma concha de concreto desprovida de pilares, com um espaço linear de 40 por 60 metros. No teto, duas aberturas ovais de 4,5 metros permitem que o ar, a luz e os sons do mundo exterior passem para este espaço, onde a natureza orgânica e a arquitetura parecem intimamente interligadas.

No interior percebem-se fontes de energia que parecem estar sempre a fluir, como uma atmosfera que muda de hora em hora e de estação para estação, revelando inúmeras aparições como o “tempo passando”.

Ryue Nishizawa traçou a misteriosa estrutura em tom branco que, vista de longe, lembra a forma de uma gota de água. O invólucro de concreto é iluminado por duas aberturas que parecem inflar e desinflar como um organismo vivo. É uma casca que sai por entre a natureza com um vão livre de 60 metros. A laje, de 25 cm de espessura, é isenta de colunas ou vigas aparentes. Uma obra simplesmente surreal.

As duas aberturas ovais, na parte superior do pavilhão, foram projetados para entrar som, luz, chuva e neve. Uma obra que se transforma de acordo com o clima e a estação do ano.

O piso não é exatamente nivelado, contendo desníveis em diversas partes. Ele foi milimetricamente projetado para conter inclinações quase que imperceptíveis, o que faz a água da chuva que entra pelas duas aberturas de cima ou que brota do chão por capilaridade, se mover. O Museu de Teshima foge de todos os conceitos de “Museus tradicionais”. Trabalha o princípio do vazio, sendo ele “a própria obra de arte”, unido aos elementos da natureza: som, luz, água e ar.

O Museu de Arte de Teshima foi inaugurado em 2010 para o Festival Internacional de Arte Setouchi, realizado na área do Porto Takamatsu.

Endereço
Japão, 〒761-4662 Kagawa Prefecture, Shozu District, 土庄町Teshimakarato, 607
Telefone
+81 879-68-3555
Ingressos
Entrada gratuita
Horários
• Segunda-feira: das 10h às 17h
• Terça-feira: Fechado
• Quarta-feira: das 10h às 17h
• Quinta-feira: das 10h às 17h
• Sexta-feira: das 10h às 17h
• Sábado: das 10h às 17h
• Domingo: das 10h às 17h

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta