Variedades

Versão brasileira de ‘Jaspion’ chegará aos cinemas em 2020

Jaspion da série japonesa original | Reprodução

Com produção e elenco brasileiro, o filme celebrará os 30 anos da exibição do saudoso seriado japonês no Brasil. Sua estreia será em agosto de 2020.

O clássico seriado Jaspion ganhará uma versão brasileira produzida pela Sato Company, uma iniciativa que visa comemorar os 30 anos da exibição do saudoso seriado japonês no Brasil. A versão moderna de Jaspion sofreu atrasos, mas foi confirmada esta semana pela produtora, que também confirmou a estreia do filme nos cinemas brasileiros já em em 2020.

Prestes a começar a pré-produção, Nelson Sato, diretor da empresa, revelou ao site ‘R7’ que o cenário político no país atrasou um pouco o planejamento do longa.

Não é uma fase muito fácil, algumas leis podem mudar.

Segundo o cronograma, a construção do roteiro vai começar agora em janeiro de 2019, e pode durar até quatro meses para terminar, já que a história precisa ser aprovada pela Toei Company.

Os roteiristas vão ter liberdade na hora de escrever. Mediante isso, existe grandes chances de eles criarem novos personagens para homenagear o seriado de 1985.

Além disso, o elenco será totalmente brasileiro e os atores devem ser anunciados em agosto, exatamente no mês de aniversário dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil. Entretanto, não foi revelado todos os atores serão descendentes de japoneses.

Mas os fãs podem ficar tranquilos, a produção brasileira tem o aval da Toei Company, empresa japonesa criadora e detentora dos direitos da franquia.

Jaspion original
Jaspion é uma série de televisão japonesa do gênero tokusatsu. Ela foi produzida pela Toei Company e exibida originalmente entre março de 1985 e março de 1986 pela TV Asahi, totalizando 46 episódios. Foi estrelada pelo ator e dublê Hikaru Kurosaki no papel título. O nome original “Juspion” é uma amálgama das palavras “Justice” e “Champion” (Campeão da Justiça).

A série obteve um sucesso gigantesco e até então inédito por outras produções do gênero na época, como National Kid e Ultraman. A série desencadeou uma febre épica jamais vista pelo gênero de super-heróis japoneses no país, abrindo as portas para a importação de novas séries do gênero tokusatsu.

O sucesso de Jaspion no Brasil foi tão grande que, mesmo exibido em uma emissora de porte menor, a extinta Rede Manchete, sua audiência superava a da Globo, que contava com programas como o da Xuxa, líder absoluto até então.

História
Há milhares de anos em um planeta nos confins da galáxia a muitos anos-luz de distância da Terra se reuniam os grandes profetas da Via Láctea, onde difundiam os ensinamentos e profecias da Bíblia Galáctica. Essa bíblia era uma grande placa de pedra transcrita pelo Deus Universal, onde em suas escrituras profetizava o surgimento de um demônio espacial nascido da união das energias negativas do universo denominado por Satan Goss, que quando se fortalecer enfurecerá todos os monstros gigantes e assim provocar o apocalipse da Via Láctea. Porém, esse planeta foi completamente destruído após ser atingido por um cometa. A Bíblia Galáctica foi quebrada em várias partes, cujo pedaços foram espalhados por toda a galáxia.

Anos depois, o profeta Edin, último sobrevivente dos grandes profetas galácticos, passou a procurar os fragmentos da Bíblia Galáctica em seu planeta natal, até que encontra um garoto humano que sobreviveu à queda de uma nave espacial em seu planeta, acidente no qual seus pais morreram.

Com base nas profecias da Bíblia Galáctica, a qual preceituava que um guerreiro celestial salvaria a galáxia e o universo das forças do temível Satan Goss, Edin acredita que o garoto estava predestinado a se tornar o lendário guerreiro. Ele então adota o menino e o cria sozinho, dando-lhe o nome de Jaspion, na esperança de que, algum dia, o garoto venha a combater as ameaças do temível Satan Goss e impedir a exterminação da galáxia.

Anos mais tarde, já adolescente, Jaspion aprende sobre seu destino e aceita de seu pai adotivo os equipamentos que ele construiu para auxiliá-lo. Entre os artefatos estão a armadura Metal Tech, feita do metal mais resistente do universo (metal Ejinium); o Turbo Magnun, um revolver laser; a Espadium, uma poderosa espada laser que se materializa na palma de sua mão; a Allan Moto Space, uma super moto que tem a capacidade de voar; Gaibin, um extraordinário veículo hibrido voador-terrestre que pode se dividir em dois; um jato para combates aéreos e um tanque com a capacidade de perfurar o solo, permitindo acesso aos locais mais subterrâneos.

Mas o equipamento mais poderoso de Jaspion é a nave espacial Daileon, que tem a habilidade de transformar-se num poderoso robô gigante.

Robô Daileon | Reprodução

A missão de Jaspion é impedir os projetos maléficos de Satan Goss e seus seguidores e subordinados, dando tempo ao seu pai adotivo para procurar constantemente os fragmentos da Bíblia Galáctica para saber a forma de poder matar Satan Goss.

Do MN – Mundo-Nipo
Fontes principais: The Asahi Shimbun | CinePop.

%d blogueiros gostam disto: