Japão celebra sete anos do primeiro ginásio Pokémon da vida real

A inauguração do Pokémon Gym Osaka ocorreu em novembro de 2015. O local proporciona experiência interativa com os personagens da famosa franquia, o que atrai visitantes do mundo inteiro.
Pokémon Gym | ©iStock
Pokémon Gym | ©iStock

Já pensou em entrar em um Ginásio Pokémon na vida real? Então, isso é possível no Japão, onde existe o primeiro Ginásio Pokémon “real”, cuja inauguração ocorreu em novembro de 2015. O local é um espaço físico aberto a visitações de fãs do mundo inteiro, que procuram viver o máximo da experiência interativa com seu anime favorito.

A série Pokémon foi um sucesso no Brasil no início dos anos 2000, formando uma base enorme de aficionados de todas as idades, o que aumentou ainda mais com o lançamento do game Pokémon Go,uma vez que a nostalgia dos velhos fãs se somaram à chegada de novos jogadores, que acabaram conhecendo a série através do game.

Localizado na cidade de Osaka, o ginásio Pokémon Gym possui uma seleção de jogos pagos espalhados ao longo de dois pisos amplos. Cada jogo permite que o jogador interaja virtualmente com uma variedade enorme de pokémons. Na instalação, ainda é possível encontrar um café temático Pokémon e uma loja gigante, enquanto as paredes são enfeitadas com todo tipo de mural referente a franquia.

Conhecer a língua japonesa melhora a interação

Uma grande questão envolvendo o ginásio Pokémon é que, se você for um visitante que não possui domínio sobre o idioma japonês, pode enfrentar alguns problemas, pois todos os jogos estão em japonês, sem que haja uma tradução para o inglês ou espanhol.

Não importa quão fã de Pokémon você seja, se não conhecer nada da língua japonesa, a visita ao ginásio pode se tornar uma experiência confusa e, talvez, frustrante. Além disso, é interessante visitar o local na companhia de um amigo ou familiar, pois alguns dos jogos mais baratos do ginásio estão disponíveis apenas para duplas. Portanto, se for visitar o ginásio Pokémon, é importante estar atento a todas essas questões que podem melhorar ainda mais a sua experiência no local.

Preços e tipos de jogos

Logo na entrada do ginásio, que fica ao norte de Osaka, o visitante tem que comprar um cartão de entrada no valor mínimo de 500 ienes. Com esse cartão, é possível trocar por créditos e assim poder jogar.

Cada game varia entre 400 e 600 ienes. No momento, o ginásio não tem fliperamas mais baratos e menores, nem máquinas de prêmios. Já nas lojas normais, o visitante encontra pelo menos algumas opções de jogos, como o Pokkén Tournament, do Wii-U, ou os populares jogos Tretta.

As atrações de 600 ienes são mais shows do que propriamente videogames padrão. Em um desses shows, os visitantes sentam em banquinhos enquanto Pokémons digitais e seus treinadores se dirigem ao público. Eles pedem voluntários, ou a câmera escolhe participantes aleatoriamente para a apresentação.

Quando o elenco está em seus lugares, as apresentações começam com um incrível show de luzes e efeitos especiais.

Por sua vez, os games de 400 ienes são para ser jogados individualmente ou em dupla. Esses games, em sua maioria, são esportivos, tais como boliche e boxe. Há ainda um jogo de mapa espacial interativo, com alguns deles permitindo “passar de fase”, o que é muito divertido.

Os shows de batalha de ginásio incluem a batalha do Charizard, uma apresentação de dança, o Machamp’s Counselling e o Zoroark’s Slick Dojo – todas interagem com o público.

Japão tem uma longa tradição de locais físicos para jogos

Sempre que pensamos em locais de jogos, nos vem à cabeça vários locais como estádios, quadras ou mesmo ginásios montados ao ar livre. O Japão, entretanto, além de também possuir locais como esses, tem também uma tradição notável em montar áreas para que as pessoas possam se divertir com jogos temáticos.

O ginásio Pokémon de Osaka e outros baseados em jogos gerais são um dos grandes exemplos disso, mas ele não é o único.

Existem também grandes locais físicos de jogos no Japão que são um grande sucesso entre a população local, com os espaços Pachinkos sendo os mais populares entre os japoneses. O funcionamento dos Pachinkos é muito semelhante aos cassinos físicos, ou mesmo aos cassinos online de aposta como a NetBet, que funcionam em boa parte do mundo.

A diferença para os jogos de cassino é que o prêmio não é dado em dinheiro, mas sim em fichas, que podem ser usadas posteriormente para serem trocadas por outros brindes, tais como eletrodomésticos, bijuterias e brinquedos.

Isso acontece porque, apesar dos Pachinkos já estarem inseridos na cultura japonesa desde meados do século passado, os jogos de aposta por lá ainda não são totalmente regulamentados, o que impede os locais de dar prêmios diretamente em dinheiro para seus clientes.

Regulamentação dos cassinos no Japão

O mercado do jogo japonês é enorme, gerando bilhões em receitas. As leis que regem as atividades de jogo no Japão destinam-se, principalmente, a operadores terrestres e sites de jogo locais, como corridas de cavalos, que rendem aproximadamente 60 bilhões de dólares por ano.

Prevê-se que, em breve, o governo japonês comece a criar uma estrutura legal para os sites de aposta, tanto esportivas como de jogos de azar – os chamados cassinos online. A regulamentação, segundo a Kyodo, prevê cobrar licenças e regulamentações para este tipo de mercado, o que não só gerará muito dinheiro como também proporcionará uma segurança adicional aos usuários.

Total
8
Shares
Previous Article
Ham Katsu | ©Japanese Cooking

Receita de Ham Katsu: fatias de lombo empanadas

Next Article
Casino online | ©Depositphotos

História do primeiro cassino online do mundo

Related Posts