Economia

Taxa de desemprego no Japão cai ao menor nível em 18 anos

Além disso, a disponibilidade de emprego no país é a mais alta em 23 anos.

A taxa de desemprego no Japão recuou de 3,4% em março para 3,3% em abril, seu nível mais baixo desde 1997, enquanto a disponibilidade de emprego no país melhorou em abril para o melhor nível em cerca de 23 anos, mostraram dados do governo na sexta-feira (29).

O Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações informou em seu relatório preliminar que o número de desempregados em abril situou-se em 2,34 milhões, recuo de 200 mil em relação ao mês anterior, ou queda de 7,9% ante abril do ano passado.

Dados separados do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social mostrou que o número de pessoas empregadas no quarto mês do ano aumentou em cerca de 40 mil, para 63,42 milhões, alta de 0,1% em relação a abril de 2014.

A relação entre oferta e procura de trabalho subiu 0,2 ponto porcentual, situando-se em 1,17 em abril ante 1,15 em março, ou seja, havia no país 117 empregos disponíveis para cada 100 candidatos. Trata-se do nível mais alto desde março de 1992.

A situação empregatícia dos jovens recém-formados em 2015 reflete a melhora no mercado de trabalho da terceira maior economia do mundo. Segundo dados do governo, divulgados em meados de maio, 96,7% dos universitários que se formaram em março deste ano já tinham emprego garantido até o dia 1º de abril, início do ano fiscal de 2015, o que representa um aumento de 2,3 pontos percentuais em relação ao exercício do ano anterior, marcando o quarto ano consecutivo de melhora.

Segundo o Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia (MEXT), o mercado de trabalho está melhorando não somente na região metropolitana de Tóquio, mas também em praticamente todas as regiões do país.

(Com Agência Kyodo)

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários