Notícias

Toyota é inocentada de acidente causado por defeito em aceleração de carro nos EUA

Um júri na Califórnia isentou a Toyota da responsabilidade pelo acidente envolvendo um de seus veículos que resultou na morte de uma pessoa em 2009.

Do Mundo-Nipo

O júri de um tribunal na Califórnia, cidade no oeste dos EUA, isentou a Toyota Motor Corporation de ser responsável por um acidente envolvendo um de seus veículos que resultou na morte de uma pessoa em 2009. É o primeiro processo de morte por negligência que foi a julgamento na Califórnia sobre alegados defeitos com aceleração.

O acidente foi levado à justiça dos EUA pelo marido e filho de Noriko Uno, de 66 anos, que morreu em 2009 após bater com sua Toyota Camry, modelo 2006, em uma árvore.

O caso é apenas mais um entre as centenas de ações similares que a Toyota enfrenta com questões de aceleração, o que tem levado a montadora a chamar milhões de veículos para recall desde novembro de 2009. O Camry da vítima, no entanto, não estava sujeito aos recalls relacionados para correção de veículos com problemas na aceleração.

De acordo com a ação, o Camry conduzido por Noriko Uno foi atingido por outro veículo, fazendo com que a aceleração continuasse enquanto o veículo estava fora de controle em uma estrada movimentada da Califórnia, até bater em uma árvore e causar a sua morte.

A família acusa a montadora de não instalar sistemas de freio de substituição que poderia ter cessado a aceleração involuntária enquanto o veículo estava fora de controle.

“Em relação ao veredito, estamos satisfeitos que o júri tenha concluído que o Camry modelo 2006 não contribuiu para este infeliz acidente, reafirmando a mesma conclusão a que chegamos após mais de três anos de cuidadosa investigação. Foi assegurado, portanto, que não havia nada de errado com o veículo em questão”, disse um porta-voz da Toyota em um comunicado na quinta-feira (10).

De acordo com um arquivo recente da Toyota, cerca de 200 ações coletivas e mais de 500 individuais foram movidas contra a empresa desde fevereiro de 2009. Todas sobre os supostos problemas de aceleração.

Esta semana, um juiz federal na Califórnia decidiu que a Toyota deve enfrentar um julgamento sobre alegações de que falhou em alertar o público quanto aos defeitos que levaram a aceleração involuntária em certos veículos.

As informações são da agência Kyodo – Todos os direitos reservados.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário


*