Espacial

Japão e EUA constroem satélite para estudar a chuva e a neve ao redor do mundo

Jaxa e Nasa construíram conjuntamente um satélite para ajudar os cientistas a melhorar as previsões meteorológicas.

As agências espaciais do Japão e dos Estados Unidos, Jaxa e Nasa, respectivamente, construíram conjuntamente um novo satélite que terá a missão de estudar a chuva e a neve ao redor do mundo.

O satélite foi enviado de avião dos Estados Unidos para o Japão e seu lançamento está previsto para ocorrer no Centro Espacial Tanegashima, da Jaxa, em 27 de fevereiro, entre 16h07 e 19h07 (hora de Brasília) ou nas primeiras horas de 28 de fevereiro, horário do Japão, de acordo com a Agence France Presse (AFP).

O equipamento vai orbitar a Terra a uma altitude de 407 quilômetros, transportando um radar de precipitação de frequência dual, fabricado pelo Japão, e um captador de imagens de micro-ondas (GMI, na sigla em inglês), de fabricação americana, detalhou a AFP.

O Observatório de Medição da Precipitação Global (GPM, na sigla em inglês) tem o objetivo de ajudar os cientistas a vasculhar as nuvens e melhorar as previsões meteorológicas. A missão é “a primeira rede de satélites coordenada internacional a fornecer observações quase em tempo real da chuva e da neve a cada três horas em qualquer lugar do globo”, informou a Nasa.

“Os dados serão usados por cientistas para estudar as mudanças climáticas, os recursos de água doce, inundações e secas, bem como a formação e o rastreamento de furacões”, acrescentou agência.

Cerca de dois meses depois do lançamento, seus dados serão transmitidos ao Centro Espacial Goddard, das Nasa, em Maryland, e distribuído online.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários