Variedades

Hayao Miyazaki deixa aposentadoria e anuncia nova animação

Hayao Miyazaki (Foto: Creative Commons)

Aos 76 anos, o mestre da animação encontrou um tema que vale a pena transformar em filme.

O cineasta japonês Hayao Miyazaki, mestre da arte cinematográfica de animação, resolveu retornar os trabalhos após aposentadoria anunciada em 2013. “Miyazaki decidiu abrir mão da aposentadoria e fazer um longa-metragem de animação”, afirmou o site da produtora do famoso diretor em caráter oficial, descartando de vez que o retorno do aclamado diretor seria um mero rumor.

O anúncio foi feito em maio pelo Studio Ghibli, empresa da qual Miyazaki foi um dos fundadores, em 1985. Em comunicado, o estúdio destacou que o cineasta, de 76 anos, “encontrou um tema que vale a pena transformar em filme”, antes de destacar: “será realmente seu último filme por sua idade”.

“Os detalhes em torno do próximo filme de Miyazaki ainda não estão claro, disse o site especializado Hypebeast, dos EUA, acrescentando que, para os fãs, “o tema é um mero detalhe, pois o que importa é a produção do mestre. “Com certeza será um épico”.

Ainda de acordo com o “Hypebeast”, o filme deve ser lançado em 2019 ou no mesmo ano dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, mas antes do início do evento esportivo.

Aposentadoria
Hayao Miyazaki anunciou em setembro de 2013 que não voltaria a dirigir filmes de animação para o cinema, mas que não deixaria de trabalhar. “Vou continuar comparecendo ao estúdio todos os dias. Meu sonho é descansar aos domingos. Me pergunto, inclusive, se isto será possível”, declarou na época à imprensa. “Serei um homem livre. O que desejar fazer, farei”.

Oscar em 2003
Hayao Miyazaki recebeu vários prêmios, incluindo o Oscar de filme de animação em 2003 por “A Viagem de Chihiro”, que estreou no Japão em 2001 e que também foi o primeiro filme de animação da história a receber o Urso de Ouro no Festival de Berlim.

O japonês também foi premiado com um Leão de Ouro em Veneza em 2005 pelo conjunto de sua carreira e com um Oscar honorário em 2014.

Entre seus filmes mais conhecidos estão “Princesa Mononoke”, “Meu Amigo Totoro”, “Ponyo: Uma Amizade que veio do Mar” e “Vidas ao Vento”, o mais recente, de 2013.

Miyazaki iniciou a carreira de 1963. Seu primeiro longa-metragem, “O Castelo de Cagliostro”, é de 1979. Ele se tornou um diretor cult com “Nausicaä do Vale do Vento” (1984), antes de cofundar o Studio Ghibli, o primeiro de animação no Japão.

O anuncio do retorno do mestre japonês da animação foi oficializado pelo Studio Ghibli.

Fontes: Agência France Press | Site Hypebeast.

Comentários