Variedades

Legisladores no Japão querem criar ‘centro’ de promoção ao mangá

Personagens de animes e mangás japoneses (Foto: Montagem/Melissa@aime_lover_yas

A ideia é estabelecer um “Centro Nacional do Mangá” nas proximidades do Bairro de Akihabara.

Um grupo de legisladores do Parlamento Japonês está propondo a construção de um centro nacional para promover os já popularíssimos mangás e animes (revista e quadrinho e desenhos animados japoneses) nas proximidades da região de Akihabara, em Tóquio, um dos principais destinos dos amantes incondicionais de mangás, animes, filmes de animação e jogos eletrônicos.

A proposta foi apresentada na segunda-feira (3), durante uma Assembléia Geral convocada pelo próprio grupo.

Nos termos propostos inclui um sistema de depósito de exemplares de mangás e de animações, que funcionaria como uma seção da Biblioteca Nacional do Parlamento.

Já o que o grupo denomina como “Centro Nacional do Mangá”, esse teria sua fundamentação em uma edificação nas proximidades do Bairro de Akihabara.

O famoso bairro já tem fama internacional como o paraíso dos nerds e dos otakus (fã incondicional). Na última década, Akihabara emergiu como um centro otaku interessado na cultura popular japonesa, onde centenas de lojas especializadas em animes, mangás, figurinhas, jogos de cartas, games e videogames retrô, entre outros colecionáveis, têm preenchido os espaços entre os milhares de varejistas eletrônicos.

O grupo de legisladores espera que o “Centro Nacional do Mangá” esteja pronto e operando até as Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio em 2020.

Fonte: NHK News.

Comentários