Esportes Notícias

Morre, aos 61 anos, o grande campeão de sumô Chiyonofuji

Chiyonofuji (Foto: Flickr/Martina Fay Lunau)

O ex-yokozuna Chiyonofuji foi o terceiro maior detentor de títulos da historia do sumô. Ele morreu ontem vítima de câncer.

O ex-yokozuna Chiyonofuji, terceiro maior detentor de títulos da historia do sumô no Japão, morreu no domingo (31) aos 61 anos de idade em um hospital em Tóquio, onde estava internado para tratamento de câncer de pâncreas.

Nascido em Hokkaido, ilha no extremo norte do Japão, Chiyonofuji chegou ao posto de Yokozuna (grande campeão), a máxima categoria do sumô, em 1981. Ele foi o 58º lutador a conseguir alcançar o dificílimo e honrado posto de Yokozuna.

Mitsugu Akimoto ganhou o nome de Chiyonofuji quando entrou para o esporte milenar. Ele foi o primeiro lutador de sumô condecorado com o Prêmio Honra do Povo Japonês em 1989. O grande campeão é terceiro maior detentor de títulos da história deste esporte, acumulando 31 campeonatos conquistados entre 1981 e 1990. A sua frente estão dois yokozuna: o fenômeno Hakuho, da Mongólia, que detém 37 títulos e está em plena atividade, e o lendário Taiho, com 32 títulos.

Entre suas conquistas estão ter ganhado 53 combates seguidos – a terceira maior sequência registrada desde 1926 -, marco que aconteceu durante o torneio de Kyushu em novembro de 1988.

Apelidado “Wolf” (Lobo),  Chiyonofuji foi o primeiro lutador a ganhar 1.000 combates, em 1990. Ele se aposentou em 1991 após o Grande Torneio de Sumô de Verão com uma carreira de 1.045 vitórias, atualmente a segunda maior da história do sumô.

Com Agência Efe e Agência Kyodo.

Deixe uma resposta