Esportes

Brasileiro faz história ao atingir o 3º posto mais alto do sumô no Japão

Além de ser o primeiro lutador latino-americano a alcançar o posto de Komusubi, o brasileiro segue fazendo história ao ser promovido a Sekiwake.

Depois de se tornar o primeiro lutador latino-americano da história do sumô a atingir o “Sanyaku”, quadro de lutadores graduados em postos do alto escalão da primeira divisão do sumô no Japão (Makuushi), o brasileiro Ricardo Sugan, que atende como Kaisei nesse esporte, fez história ao ser promovido à Sekiwake pela Associação Japonesa do Sumô (Nihon Sumo Kyokai). Isso significa que o lutador do Brasil atingiu o terceiro posto mais elevado da seleta Makuushi, abaixo apenas dos Ozekis e Yokuzonas.

De acordo com a nova lista “Banzuke” (ranking), que foi divulgada no início da semana, Kaisei irá figurar como “Sekiwake do Leste” na edição 2016 do Grande Torneio de Sumô de Nagoya (Nagoya Basho), que começa em 10 de julho e termina no dia 24 do mesmo mês na arena do Aichi Prefectural Gymnasium, em Nagoya, capital da província de Aichi, na região central do Japão.

O ranking Sanyaku tem como base quatro graduações, que são Komusubi, Sekiwake, Ozeki e o seletíssimo posto de Yokozuna. Os demais lutadores na divisão Makuuchi são classificados em uma espécie de ranking, denominado Maegashira, que compreende cerca de 30 lutadores ocupando postos a partir da 16ª a 1ª posição. A quantidade de maegashira em um torneio, no entanto, depende do número de lutadores graduados no Sanyaku.

Todas as posições no ranking dos Maegashira são em pares, não podendo ultrapassar de dois, e diferenciadas por lutadores do leste e oeste, o que indica o lado que cada um dos lutadores pertence e deve se posicionar no dohyu (ringue/arena) para lutar.

Já o ranking Sanyaku, que também é diferenciado pelo leste e oeste, pode ter mais de dois lutadores numa mesma posição, como, por exemplo, quatro lutadores ocupam o posto de Ozeki, enquanto três figuram na graduação máxima do sumô, ou seja, na de yokozuna – único posto em que um lutador jamais será rebaixado.

A promoção do brasileiro é devido ao excelente resultado obtido no Grande Torneio de Sumô de Verão (Natsu Basho), disputado em Tóquio em maio passado. Kaisei encerrou sua participação na competição com o excelente registro de oito vitórias e sete derrotas.

Embora tenha terminado outros torneios com mais vitórias, o desempenho de Kaisei no Natsu Basho 2016 foi o melhor de sua carreira, isso porque, na condição de komusubi, o brasileiro teve de enfrentar todos os lutadores do alto escalão, incluindo os quatro ozekis e os três yokozunas. Entre os lutadores ranqueados no Sanyaku, Kaisei conseguiu derrotar um ozeki, dois sekiwake e um komusubi.

Histórico de Ricardo Sugano (Kaisei) no sumô
Nascido em 1986 na cidade de São Paulo, Ricardo foi para o Japão, terra de seus ancestrais, em 2006, onde chegou pesando cerca de 140 quilos. Atualmente, ele pesa 197 quilos e mede 1,94m de altura, de acordo com os dados atualizados no site oficial da Nihon Sumo Kyokai.

Ricardo, que é conhecido no mundo do sumô pelo codinome de Kaisei Ichiro, entrou para o sumô no mesmo ano em que chegou ao Japão, em 2006. Quatro anos depois ele já estava na Juryu (2ª divisão do sumô), divisão em que foi campeão no mesmo ano de estreia, em 2010. Seu excelente desempenho o levou à seleta divisão Makuuchi já em 2011, onde chamou a atenção da mídia japonesa ao conseguir nove vitórias consecutivas logo em seu primeiro torneio na Makuuchi.

Além de ser o primeiro lutador latino-americano a entrar para a primeira divisão do sumô no Japão, Ricardo fez história ao alcançar o posto de Komusubi e agora amplia o feito ao ser promovido a Sekiwake, que foi amplamente enaltecido porque é extremamente difícil terminar um torneio com registro positivo (mais vitórias do que derrotas) na condição de estreante no posto de Komusubi, já que o lutador é obrigado a vencer lutadores do alto escalão para somar um mínimo de oito vitórias. E foi exatamente o que ele fez!

A torcida agora é para que ele tenha um bom desempenho no torneio de Nagoya e assim manter sua posição de Sekiwake ou até, quem sabe, subir ainda mais de posto nesse esporte milenar e repleto de tradições.

Nesse torneio, Kaisei terá o excelente Tochinoshin, da Georgia, como companheiro de posto.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta