Sumô

Resultados do último dia do Torneio de Sumô de Outono 2014

Hakuho é o grande campeão do torneio e torna-se o segundo maior detentor de títulos da era moderna do sumô.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O yokozuna Hakuho foi impecável em seu duelo contra o yokozuna Kakuryu no último dia da edição 2014 do Grande Torneio de Sumô de Outono (Aki Basho). Neste domingo (28), o “grande campeão” provou ser um dos maiores lutadores da era moderna do sumô ao conquistar seu 31º título da carreira, um resultado que o deixa a um título de alcançar o lendário yokozuna Taiho – o maior vencedor do esporte nacional do Japão.

 

Hakuho derrota Kakuruy no último dia do Grande Torneio de Sumô de Outono 2014 (Foto: Kyodo)

Hakuho usou de sua suprema técnica para superar Kakuruy (Foto: Kyodo)

 

Na luta final do torneio em Tóquio, na arena Ryogoku Kokugikan, Hakuho conseguiu segurar o cinto de Kakuryu pela parte de trás com a mão esquerda e levá-lo até a borda do anel. Com um movimento de corpo e perna, o grande campeão então aplicou um lindo “kakenage” em seu adversário. Mesmo segurando o cinto de Hakuho, Kakuryu não resistiu e tocou com o pé esquerdo do lado de fora do anel antes de perder o equilíbrio e cair em cima da plateia, levando consigo Hakuho, que levantou-se imponente em meio a uma multidão que o aplaudia efusivamente, reconhecendo que o mongol de apenas 29 anos é sem dúvida um fenômeno no esporte.

Com o resultado, Hakuho foi campeão do torneio com um registro de quatorze vitórias contra apenas uma derrota, enquanto Kakuryu terminou com onze vitórias e quatro derrotas.

Com 31 títulos, Hakuho agora está empatado com o grande yokozuna Chiyonofuji e se posiciona a apenas um título de alcançar o lendário Taiho, que conquistou 32 torneios na seleta divisão Makuuchi (primeira divisão do sumô no Japão).

“Estou muito aliviado”, disse o campeão que tem apenas 29 anos, uma idade considerada ainda jovem para um yokozuna. “Eu assistia Chiyonofuji lutar quando eu era jovem e sempre quis ser um lutador como ele, por isso estou muito feliz de conseguir o mesmo número de títulos que ele (Chiyonofuji) conquistou”, afirmou.

Quando perguntado sobre a possibilidade de igualar e superar a marca do lendário Taiho, Hakuho respondeu: “Eu só quero relaxar e saborear esta vitória por um tempo”.

A vitória de Hakuho sobre Kakuryu impediu um empate com o estreante e fenomenal Ichinojo, que havia vencido mais cedo seu confronto contra o experiente Aminishiki, mantendo as esperanças de decidir o título em uma luta extra de desempate. Mas Hakuho tinha uma vantagem de 32 a 4 sobre Kakuryu em confrontos diretos, portanto, todos já esperavam uma vitória do grande campeão desde o início do dia.

Ainda assim, foi um desempenho impressionante de Ichinojo como estreante na divisão Makuuchi, que surpreendeu o mundo do sumô com sua ascensão meteórica.

Ichinojo, que estreou no Makuuchi como maegashira número 10, terminou o torneio com o impressionante registro de treze vitórias e apenas duas derrotas. Neste domingo, Ichinojo derrotou o ótimo Aminishiki (maegashira número seis), um veterano de 35 anos que, por sua vez, também fez um excelente torneio, apresentando uma supremacia técnica que lhe garantiu receber da Associação de Sumô do Japão (Nihon Sumo Kyokai) o “Prêmio de Melhor Técnica”. Aminishiki encerrou sua participação com dez vitórias contra quatro derrotas.

Já o fenômeno de 21 anos, Ichinojo, se tornou o primeiro lutador em 14 anos a vencer um ozeki em sua estreia na primeira divisão. Na verdade, ele derrotou dois ozeki, primeiro Kisenosato e depois Goeido. Entretanto, mais importante que isso, foi o fato dele ter vencido Kakuryu, tornando-se o primeiro estreante a conseguir derrotar um yokozuna depois de quase meio século. Além disso, ele esteve próximo de ser o primeiro lutador a conquistar um título em sua estreia no Makuuchi desde Ryogoku, que foi campeão do torneio de verão em 1914.

Por seus esforços, a associação deu a Ichinojo dois prêmios: “Outstanding Performance Prize and” a “Fighting Spirit Prize”, ou seja, prêmio por “Melhor Desempenho” e “Espírito de Luta”, respectivamente.

Em outras lutas principais, Goeido conseguiu terminar o torneio com um registro positivo em sua estreia no posto de ozeki após derrotar o sekiwake Takekaze neste último dia de competição. Goeido encerrou sua participação com oito vitórias e sete derrotas, enquanto o sekiwake caiu para sua oitava derrota, o que lhe conferiu uma participação negativa no basho (torneio) em Tóquio.

Os dois outros ozeki, Kisenosato e Kotoshogiku, realizaram um duelo à parte, sem grande brilho. Isso porque os dois, juntamente com Goeido, ainda são as apostas do Japão em voltar a ter um lutador no posto mais alto do sumô, uma posição que vem sendo amplamente dominada por lutadores da Mongólia por mais de uma década. No duelo, quem levou a melhor foi Kisenosato, encerrando sua participação com um registro mediano de nove vitórias contra seis derrotas, mesmo resultado alcançado por Kotoshogiku.

O komusubi Jokoryu foi superado pelo maegashira nº 5 Toyohibiki. Foi a décima primeira derrota do komusubi, um resultado que certamente o rebaixará à maegashira no próximo torneio. Já Toyohibiki encerrou com uma participação positiva de oito vitórias contra sete derrotas.

Endo, a mais nova esperança de títulos do Japão, decepcionou no basho de outono. O maegashira número um não fez jus aos seus desempenhos anteriores depois de apresentar uma estreia meteórica este ano na divisão de elite. Nos três torneios anteriores, o jovem de 23 anos conseguiu derrotar quase todos os lutadores do alto escalão do sumô. Entretanto, termina este torneio de outono com o decepcionante registro de doze derrotas.

Neste domingo, Endo perdeu para o egípcio Osunaarashi (maegashira nº 4), outro lutador promissor que estreou recentemente e também já ganhou de quase todos os lutadores do alto escalão, incluindo um dos três yokozuna. Entretanto, Osunaarashi não foi tão brilhante e terminou o torneio com um registro negativo de sete vitórias contra oito derrotas.

O brasileiro Kaisei conseguiu encerrar o torneio com uma participação positiva. Até o décimo primeiro dia de competição, Kaisei tinha um placar adverso de sete derrotas, não podendo perder mais para não terminar com um registro negativo. A tarefa de vencer quatro confrontos consecutivos parecia quase impossível até o brasileiro mostrar o motivo pelo qual conseguiu ser o único sul-americano alcançar a dificílima divisão de elite do sumô.

Kaisei venceu todos os quatro confrontos restantes para terminar o torneio com o registro positivo de oito vitórias contra sete derrotas. O resultado, no entanto, não o levará às postos além dos primeiros classificados no ranking dos maegashira, graduação que o brasileiro vem se mantendo desde que entrou para a elite do sumô, em 2011, quando igualou a marca de nove vitórias consecutivas na categoria, um feito que não acontecia há trinta anos, mas foi rebaixado no mesmo ano para o Juryo (segundo divisão do sumô), retornando ao Makuuchi no torneio seguinte e onde se mantém até hoje.

O brasileiro, entretanto, é um lutador instável, podendo realizar grandes lutas e ao mesmo tempo mostrar-se apático. Ele já recebeu dois prêmios por espírito de luta e também já foi considerado um lutador promissor. Com 27 anos e a três na divisão Makuuchi, Kaisei já alcançou a maturidade necessária para passar de categoria e figurar entre os lutadores do alto escalão, mas, para tanto, terá de manter a boa forma e ser mais estável.

 

A seguir, os resultados desta domingo (28), último dos 15 dias de disputa do Grande Torneio de Sumô de Outono 2014, realizado na arena Ryogoku Kokugikan, em Tóquio (Divisão Makuuchi – 1ª divisão do sumô):

 VENCEDOR      RES    *TÉCNICA     PERDEDOR      RES
 Kagamio       6-9    tottari      +Sotairyu     5-10
 Tokitenku     6-9    yorikiri     +Wakanosato   6-9
 Takanoiwa     7-8    oshidashi    Kyokushuho    7-8
 +Homarefuji  11-4    oshidashi    Chiyomaru     4-11
 Kitataiki     7-8    yorikiri     Sokokurai     7-8
 Tamawashi     7-8    kotenage     Kyokutenho    8-7
 Chiyootori    8-7    yorikiri     Sadanofuji    4-11
 Kaisei (BRA)  8-7    oshidashi    Sadanoumi     8-7
 Ichinojo     13-2    oshidashi    Aminishiki   10-5
 Ikioi        10-5    kotenage     Okinoumi     10-5
 Tochiozan    11-4    oshidashi    Takarafuji    8-7
 Yoshikaze     7-8    tsukiotoshi  Shohozan      6-9
 Toyonoshima   6-6-3  yorikiri     Tochinowaka   4-11
 Aoiyama      10-5    tsukiotoshi  Takayasu      7-8
 Osunaarashi   7-8    yoritaoshi   Endo          3-12
 Terunofuji    6-9    kotenage     Arawashi      5-10
 Toyohibiki    8-7    tsukihiza    Jokoryu       4-11
 Goeido        8-7    oshidashi    Takekaze      7-8
 Kisenosato    9-6    yorikiri     Kotoshogiku   9-6
 HAKUHO       14-1    kakenage     Kakuryu      11-4

 

– Nota: o registro de Toyonoshima inclui 3 dias que ficou afastado devido a lesão)
– (RES) Significa o resultado atual de cada lutador: o número na frente representa a quantidade de vitórias e número posterior a quantidade de derrotas.
-(*) Técnica significa o nome do golpe que foi aplicado pelo vencedor contra o perdedor do combate.
-(+) Significa lutador da divisão Juryo (segunda divisão do sumô).

==Kyodo

 

Confira o vídeo com as lutas de hoje:

 

Lista do ranking dos lutadores no Torneio de Sumô de Outono 2014.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta