Meio ambiente e Energia

Setor energético do Japão aposta na continuação da energia nuclear no país

O Japão desativou recentemente todos os seus 50 reatores, ficando pela segunda vez sem energia nuclear no país desde março de 2011.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

A energia nuclear deve continuar sendo parte chave do perfil de energia do Japão, apesar das preocupações de segurança levantadas pelo desastre de Fukushima, de acordo com executivo japonês.

“O governo japonês ainda considera a energia nuclear como uma opção para o mix de energia”, disse Zengo Aizawa, vice presidente da Companhia de Energia Elétrica de Tóquio (Tepco),  que opera a usina nuclear danificada Fukushima Daiichi.

“O governo tem repensado a idéia de abandonar a energia nuclear”, disse Aizawa em uma sessão do Congresso Mundial de Energia que está sendo realizado em Daegu, na Coreia do Sul.

O Japão desativou recentemente todos os seus 50 reatores, ficando pela segunda vez sem energia nuclear no país desde março de 2011.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, apoia abertamente o reinício dos reatores atômicos no país, mas a população japonesa permanece dividida devido ao acidente na usina de Fukushima, que foi atingida pelo terremoto e tsunami de 2011.

O presidente da Federação das Empresas de Energia Elétrica do Japão, Makoto Yagi, disse na reunião em Daegu que o Japão deverá continuar com a energia nuclear a médio e longo prazo.

Ele ressaltou a importância de recuperar a confiança da população, explicando as medidas de segurança pós-Fukushima estão estavam sendo aplicadas.

“É uma responsabilidade japonesa melhorar os padrões de segurança nuclear em todo o mundo com base nas lições aprendidas em Fukushima”, disse Yagi.

As informações são da agência Jiji Press.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •