Meteorologia

Ameaçado por novo tufão, Japão continua sendo castigado por chuvas e onda de calor

Como se não bastasse o calor escaldante e as chuvas torrenciais, o país ainda é ameaçado pelo tufão Halong.

Do Mundo-Nipo

Chuvas fortes e temperaturas altas continuam castigando o arquipélago japonês e, como se não bastasse, o país é ameaçado pela passagem do Halong, que recentemente se tornou o terceiro de “super tufão” de 2014 na bacia do Pacífico Ocidental.

 

Verão japonês 2014 (Fotos: Kyodo)

Como se não bastasse o calor escaldante e as chuvas torrenciais, o país ainda é ameaçado pelo tufão Halong (Fotos: Kyodo)

 

Segundo o mais recente boletim da Agência Meteorológica do Japão (JMA), divulgado às 9h50 desta terça-feira (21h50 de segunda pelo horário de Brasília), o Halong (número 11 da temporada) se encontra no leste das Filipinas e se desloca a uma velocidade de 15 km/h em direção norte, com ventos sustentados de 144 km/h (40 m/s) e picos de até 216 km/h (60 m/s).

Embora tenha sido rebaixado à forte, o tufão voltará a ganhar um pouco mais de força na quarta-feira, e passará a ser considerado “muito forte”, com ventos sustentados de 162 km/h (45 m/s), e picos de até 234 km/h (65 m/s), de acordo com previsões da agência, que prevê ainda sua aproximação entre quarta e quinta-feira, no leste de Okinawa, ilha no extremo sul do Japão.

Além disso, as chuvas continuam caindo nas regiões de Kyushu e Shikoku, no sul do Japão, mesmo após a passagem do tufão 12, que avançou para a península coreana e se transformou em tempestade tropical.

Em Kochi, as 78 pessoas, maioria delas crianças, que estavam isoladas desde o último domingo em um clube, após deslizamentos de terra bloquear a única estrada que dá acesso ao local, foram resgatadas na manhã desta terça-feira.

Enquanto o Halong não chega ao arquipélago, uma massa de ar quente faz com que a região de Kanto registre temperaturas altas.

Nesta terça-feira, os termômetros registraram calor de 39,5ºC em Tatebayashi (Gunma), a temperatura mais alta desde que o verão começou, em junho. Depois de Tatebayashi, as cidades que mais registraram calor intenso foram Isesaki (Gunma), com 39ºC; Sano (Tochigi), Maebashi (Gunma) e Kumagaya (Saitama), com 38,6ºC; e Koga (Ibaraki), com 38,1ºC, todas na região de Kanto. O recorde temperatura elevada no Japão foi registrado no ano passado, em Shimanto (Kochi), quando os termômetros na cidade marcaram 41ºC.

A maior preocupação das autoridades durante o verão é a grande incidência dos casos de hipertermia. Na semana passada, de 28 de julho a 3 de agosto, sete pessoas morreram e 5.277 foram levadas a hospitais, de acordo com um relatório compilado pela emissora pública ‘NHK’.

O calor deve continuar na quarta-feira. A Agência Meteorológica do Japão continua emitindo alertas sobre alguns cuidados a serem tomados, como evitar ficar em locais muito quentes e ingerir líquido constantemente.

(Com informações da NHK News e Agência Kyodo)

O deslocamento do tufão pode ser acompanhado em tempo real no site da Agência Meteorológica do Japão.

*Veja como está o Tempo no Japão neste momento.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.