Meteorologia Notícias

Terremoto de magnitude 5,9 abala o nordeste do Japão

Reprodução/JMA

Potente tremor registrou intensidade de 5+ (forte) na escala japonesa, sendo sentido desde o nordeste até o extremo norte do Japão.

Um potente terremoto de magnitude 5,9 na escala Richter sacudiu o nordeste do Japão nesta madrugada (data local), sendo sentido em várias províncias e até no extremo norte do arquipélago. Apesar de forte, o tremor não causou risco de tsunami e nenhum ferido ou danos materiais graves foram relatados até o momento, segundo informaram as autoridades locais e a Agência Meteorológica do Japão (JMA, na sigla em inglês).

De acordo com a JMA, o terremoto ocorreu às 02h46 de quarta-feira (14h46 desta terça-feira em Brasília), com epicentro no Oceano Pacífico, ao largo da província de Iwate, a uma profundidade de 56 quilômetros.

O tremor foi sentido mais intensamente em Hashikami, na província de Aomori, registrando intensidade de 5+ (forte) na escala japonesa, que vai de 1 até 7. No nível de intensidade superior de 5, as pessoas têm dificuldade em se mover e andar sem se segurar em algo estável.

A magnitude na escala Richter equivale à intensidade do terremoto no epicentro, enquanto a escala japonesa considera o nível de abalo sentido na superfície da terra.

A agência meteorológica relatou inicialmente uma magnitude de 6,0, mas posteriormente revisou para 5,9, enquanto corrigia a profundidade do epicentro de 50 km para 56 km.

Agência Meteorológica Japonesa anunciou inicialmente um sismo de magnitude 6.0, mas logo corrigiu para 5.9 | Reprodução/JMA

O tremor também registrou intensidade de 5- (médio) na província de Iwate e parte da província de Aomori. De acordo com a agência meteorológica, o terremoto também foi sentido em algumas áreas de Hokkaido, ilha no extremo norte do Japão.

Após o terremoto, a Tohoku Electric Power disse que nenhuma anormalidade foi encontrada em suas duas usinas nucleares nas prefeituras de Aomori e Miyagi.

O potente sismo levou o governo central a estabelecer um escritório de ligação no gabinete do primeiro-ministro para coletar informações.

A agência meteorológica alertou para a possibilidade de ocorrer terremotos secundários com intensidade sísmica tão alta quanto 5 dentro de uma semana, observando que o maior risco de outro sismo é previsto para os próximos dias.

Anel de Fogo do Pacífico

O Japão faz parte do chamado “Anel de Fogo do Pacífico”, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos diariamente. Mediante isso, o país possui uma infraestrutura desenvolvida para resistir a tremores que poderiam ser fatais em outras partes do mundo.

== Mundo-Nipo (MN)
Fontes: Kyodo News | Japan Meteorological Agency.