Meteorologia

Tufão Phanfone deixa 1 morto, seis desaparecidos e dezenas de feridos no Japão

O tufão deixou milhares de residências sem energia, além de danificar algumas edificações.

Do Mundo-Nipo

O tufão Phanfone atingiu nesta segunda-feira (6) a região central do Japão, causando um caos no país. Segundo um levantamento realizado pela emissora pública ‘NHK, o fenômeno deixou um morto, seis desaparecidos e pelo menos 60 feridos no arquipélago japonês. As autoridades recomendaram a evacuação de mais de 2,15 milhões de pessoas em 12 províncias do país por causa do risco de inundações e deslizamentos de terra.

 

O tufão Phanfone: os fortes ventos danificaram várias residencias e estabelecimentos comerciais em Yokohama (Foto: Koji Omori/AJW)

Com ventos de até 220km/h, o tufão danificou várias residências e estabelecimentos comerciais em Yokohama (Foto: Koji Omori/AJW)

 

Com ventos de até 220km/h, ondas gigantescas e chuvas torrenciais, o 18º tufão da temporada atingiu no início da manhã a ilha de Honshu, principal ilha do arquipélago japonês. Segundo a NHK, a passagem do Phanfone deixou cerca de 57 mil casas sem energia elétrica em 12 províncias do país.

Ao meio-dia de segunda-feira (horário local), o fenômeno atingiu Tóquio. A passagem foi precedida por fortes chuvas, mas a situação rapidamente voltou à normalidade na capital japonesa.

 

Tóquio amanheceu debaixo de fortes chuvas (Foto: Wataru Sekita/AJW)

Tóquio amanheceu debaixo de fortes chuvas (Foto: Wataru Sekita/AJW)

 

Os ventos provocaram o cancelamento de 608 voos e, no domingo, foram suspensos os trabalhos de resgate no Monte Ontake, uma semana depois da súbita erupção vulcânica que deixou pelo menos 51 mortos. O Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1 em Suzuka também foi afetado.

A Agência Meteorológica do Japão (JMA) emitiu alertas especiais ante o risco de deslizamentos de terra, inundações e ondas gigantes, principalmente no Centro e Oeste do Japão. O tráfego rodoviário e ferroviário foi prejudicado e várias escolas permaneceram fechadas. As autoridades recomendaram que centenas de milhares de pessoas abandonassem suas casas, mas poucas atenderam o conselho.

Uma morte foi confirmada e seis pessoas estão desaparecidas, segundo levantamento da emissora NHK, divulgado na noite de segunda-feira (horário local). Entre os desaparecidos, há relatos de três militares americanos que foram arrastados na tarde de domingo na ilha de Okinawa, no Sul do país. Segundo um porta-voz, eles estavam tirando fotografias do mar. O corpo de um deles foi recuperado, mas os outros dois continuam desaparecidos.

Na prefeitura de Kanagawa, ao lado de Tóquio, um surfista de 21 anos desapareceu. Pelo menos 60 pessoas ficaram feridas em todo o país, segundo a NHK.

De acordo com Agência Meteorológica do Japão, o tufão se dirigiu para o mar, onde poderá enfraquecer e se tornar uma depressão extratropical na costa do Pacífico norte do Japão.

*Veja como está o Tempo no Japão neste momento.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.