Meteorologia Notícias

Forte terremoto de magnitude 7,1 abala o Japão e deixa vários feridos

Tremor sacudiu grande parte do Japão e deixou quase 1 milhão de casas sem energia. Felizmente, não houve risco de tsunami.

  • 439
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
    440
    Shares

Um potente terremoto com magnitude de 7,1 na escala Richter atingiu a costa do nordeste do Japão, neste sábado (13), sendo sentido em quase todo o país, informou a Agência Meteorológica do Japão (JMA, na sigla em inglês), acrescentando que, apesar de  forte, o tremor não ofereceu risco de tsunami, mas deixou dezenas de feridos e gerou uma falta de energia generalizada.

De acordo com a JMA, o terremoto ocorreu às 23h08 no horário local (11h08 em Brasília), com epicentro registrado no litoral da província de Fukushima, a uma profundidade de 60 quilômetros.

A potência do tremor fez os prédios tremerem durante algum tempo. Os efeitos foram sentidos também em Tóquio, a mais de 200 quilômetros de distância do epicentro.

Embora o epicentro tenha sido registrado próximo à Fukushima, o tremor foi sentido mais intensamente na cidade de Zao, no sudoeste da província de Miyagi, registrando intensidade de 6 graus (forte) na escala japonesa, que vai de 1 até 7.

A magnitude na escala Richter (7,1) equivale à intensidade do terremoto no epicentro, enquanto a escala japonesa (6) considera o nível de abalo sentido na superfície da terra.

Milhares de cidades foram afetadas desde o extremo norte do país, na ilha de Hokkaido, até perto de Kyushu, ilha no sul do arquipélago.

O mapa mostra o epicentro (x) e as cidades afetadas | Foto: JMA

Segundo a agência de notícias Kyodo, ao menos 20 pessoas ficaram feridas e cerca de 950 mil casas estão sem energia elétrica em várias localidades na região de Tohoku (nordeste), incluindo Fukushima e cidades da região.

Não houve irregularidades nas usinas nucleares Daiichi e Daini, em Fukushima, nem na planta Kahiwazaki-Kariwa, afirmou a companhia Tokyo Electric Power (TEPCO, na sigla em inglês).

Por sua vez, a operadora Tohoku Electric Power disse que não houve anormalidades em seu complexo nuclear Onagawa, na província de Miyagi, que faz fronteira com Iwate.

O terremoto deste sábado atingiu o Japão apenas semanas antes do décimo aniversário do do grande terremoto que devastou a região nordeste do país e desencadeou um enorme tsunami em 11 de março de 2011. Mais de 18 mil pessoas morreram em consequência da tragédia.

As águas do gigantesco tsunami invadiram o complexo nuclear Daiichi, em Fukushima, o que levou à pior crise nuclear do mundo em 25 anos, com algumas áreas ainda desabitadas até hoje em consequência da radioatividade.

Anel de Fogo do Pacífico

O Japão faz parte do chamado “Anel de Fogo do Pacífico”, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos diariamente. Mediante isso, o país possui uma infraestrutura desenvolvida para resistir a tremores que poderiam ser fatais em outras partes do mundo.

*Veja no site da JMA os dados completos do tremor na costa de Fukushima, incluindo todas as cidades/áreas afetadas.

== Mundo-Nipo (MN)

  • 439
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
    440
    Shares