Meteorologia Notícias

Terremoto de magnitude 5.2 atinge o centro do Japão

©Mundo-Nipo

Terremoto teve epicentro na região de Noto, em Ishikawa, e foi sentido em amplas áreas, incluindo as prefeituras de Nagano e Niigata.

Um terremoto com magnitude preliminar de 5,2 atingiu a província de Ishikawa, no centro do Japão, nesta quinta-feira (16), mas não houve risco de tsunami ou anormalidades nas usinas nucleares, disseram as autoridades locais.

A Agência Meteorológica do Japão (JMA) informou que o terremoto ocorreu às 18h42 desta quinta-feira (06h42 em Brasília), com epicentro na região de Noto, em Ishikawa, a uma profundidade de 10 quilômetros.

O tremor sentido mais intensamente na cidade de Noto e no distrito de Suzu, em Ibaraki, registrando intensidade de 5- graus e de 4 graus, respectivamente, na escala japonesa, que vai de 1 até 7.

©Agência Meteorológica do Japão

A magnitude na escala Richter equivale à intensidade do terremoto no epicentro, enquanto a escala japonesa considera o nível de abalo sentido na superfície da terra.

Não houve relatos imediatos de feridos ou grandes danos causados ​​pelo tremor até às 19h locais, de acordo com o governo da província.

O terremoto também foi sentido em amplas áreas, incluindo as prefeituras de Nagano e Niigata.

Nenhuma irregularidade foi detectada na usina nuclear de Shika e na usina nuclear Kashiwazaki-Kariwa, na costa do Mar do Japão, na província de Niigata, de acordo com seus operadores,  mas as operações em ambos complexos atômicos foram interrompidas.

A JMA alertou para possíveis réplicas (tremores secundários) na província de Ishikawa e em áreas próximas.

Sequência de terremotos

Na quarta-feira (14), um terremoto de magnitude 6.2 foi registrado na costa leste do Japão, em águas do Oceano Pacífico, na terça-feira (data local), a cerca de 300 quilômetros de Tóquio.

As cidades de Kasama e de Toride, na província de Ibaraki, na região de Kanto (leste), foram as mais afetadas pelo tremor, que também foi sentido em áreas longínquas ao epicentro, tais como em algumas cidades nas regiões de Tohoku (nordeste) e até mesmo em Kyushu (sudoeste), além da região de Kanto, na qual está localizada a região metropolitana de Tóquio.

Anel de Fogo do Pacífico

O Japão faz parte do chamado “Anel de Fogo do Pacífico”, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos diariamente. Mediante isso, o país possui uma infraestrutura desenvolvida para resistir a tremores que poderiam ser fatais em outras partes do mundo.

*Veja no site da JMA os dados completos do terremoto, incluindo todas as cidades/áreas afetadas.

== Mundo-Nipo (MN)
Fontes: Kyodo News | Japan Meteorological Agency.