Meteorologia

Chuvas no Japão deixam 2 mortos e obrigam mais 80 mil a deixarem suas casas

O país está sofrendo com inundações e deslizamentos de terra. Além das mortes confirmadas, várias pessoas ficaram feridas e algumas estão desaparecidas.

Do Mundo-Nipo

Chuvas torrenciais provocaram inundações e deslizamentos de terra em várias regiões do Japão, onde pelo menos duas pessoas morreram e mais de 80.000 foram aconselhadas a deixarem suas casas, conforme informou neste domingo (17) a mídia japonesa.

As províncias de Kyoto, Ishikawa, Toyama e de Gifu receberam volumes recordes de chuva e estão em estado de alerta para alagamentos e deslizamentos de terra. A cidade de Kyoto experimentou chuvas de 303 milímetros durante as 24 horas até a manhã deste domingo, um recorde para a capital da província homônima, de acordo com um relatório da Agência Meteorológica do Japão (JMA), divulgado neste domingo.

A província de Hyogo, no centro-oeste, também está em estado de alerta. Segundo a agência, a cidade de Tamba, que está praticamente toda alagada, a chuva chegou a 400 milímetros em apenas um dia.

Nesta manhã, a emissora pública ‘NHK’ informou que um rio em Tamba transbordou, deixando isoladas cerca de 250 pessoas que estavam acampando nas proximidades. Quase metade da área do acampamento (5.000 m2) ficou alagada. Equipes de resgate já retiraram todos do local e, segundo eles, ninguém ficou ferido.

Ainda em Tamba, uma mulher de 73 anos sofreu ferimentos após sua residência ter sido atingida por um deslizamento de terra. Segundo informou a emissora TBS, ela estava consciente no momento em que foi resgatada e se encontra em um hospital local. O Marido, no entanto, não teve a mesma sorte. Os bombeiros, que estão procurando por ele em meio aos escombros, acreditam que ele tenha morrido.

Na cidade de Fukuchiyama (Kyoto), outro deslizamento de terra atingiu uma residência e uma moradora de 76 anos encontra-se hospitalizada. Segundo a TBS, ela sofreu sérios ferimentos na cabeça. Ainda em Kyoto, um homem teve a morte confirmada depois de ter sido arrastado por um rio inundado durante a tentativa de construir uma barreira com sacos de areia.

Em Ishikawa, província vizinha de Kyoto, o corpo de uma mulher de 74 anos foi retirado de sua casa depois de um deslizamento de terra, de acordo com a NHK.

Em Takayama (Gifu), os rios Sunorigawa e Isshikigawa transbordaram, inundando grande parte das áreas vizinhas.  Além disso, a forte correnteza arrancaram duas pontes do rio Kawakamigawa.

Segundo a Agência Kyodo, a JMA prevê que as precipitações nessas áreas devem continuar até o início desta semana. A agência apela para que as pessoas residentes em áreas próximas a rios e montanhas, onde podem ocorrer inundações e deslizamentos, tenham atenção e, se possível, deixem o local.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.