Notícias

Japão apoia regulamento da ONU que obriga freios de emergência em carros

Sistema de freio automático de emergência (AEBS) / Divulgação

Instalação do novo sistema AEBS será obrigatório em cerca de 4 milhões de carros fabricados anualmente no Japão a partir de 2020.

O Japão e mais 39 países concordaram com um projeto de regulamento da Organização das Nações Unidas (ONU), no qual obriga o uso de sistemas avançados de freios de emergência (AEBS, na sigla em inglês) em carros novos e veículos comerciais leves no início de 2020, o que a União Europeia (UE) diz que implementará a exigência partir de 2022.

O novo regulamento vai impor exigências rígidas e harmonizadas para a “frenagem automática em velocidades de até 60 km/h para salvar vidas, especialmente em ambientes urbanos”, disse a Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa (UNECE).

O Japão disse que o novo sistema AEBS será obrigatório em cerca de 4 milhões de carros fabricados anualmente a partir de 2020. Na Europa, esse número chega a 15 milhões.

Em coletiva de imprensa na terça-feira (12), o porta-voz da UNECE, Jean Rodriguez, disse que “o sistema ativa o freio para evitar um acidente (…) ele [o sistema] não vai dirigir o veículo, apenas frear”, disse ele, acrescentando que “não haverá obrigação de reajustar veículos mais antigos”.

Ainda de acordo com Rodriguez, mais de 9.500 mortes foram registradas em acidentes de carro em cidades da UE em 2016, 40% deles pedestres, disse.

Os Estados Unidos, a China e a Índia – que têm grandes montadoras nacionais – não fazem parte do acordo original, afirmou o porta-voz da UNECE.

Da Agência Reuters UK / Tradução: Yasuto Tanaka, do Mundo-Nipo.