Meteorologia Notícias

Centenas de carros são liberados após 2 dias presos na neve em rodovia no Japão

Via expressa de Kanetsu | ©Kyodo

Alimentos, cobertores e banheiros portáteis foram distribuídos aos motoristas presos na rodovia que liga Niigata à Tóquio.

Centenas de veículos que permaneceram presos em um longo trecho da via expressa ao norte de Tóquio, devido à forte nevasca que teve início na quarta-feira (16), foram liberados no final da sexta-feira (18), de acordo com a operadora da estrada, enquanto os esforços continuavam para resgatar os motoristas dois dias após o congestionamento.

Máquinas removedoras de neve foram implantadas em seções duramente atingidas da via expressa Kanetsu, que conecta Tóquio à província de Niigata, na costa do Mar do Japão. Membros da Força de Autodefesa Terrestre, com a ajuda da equipe da operadora, recolheram a neve acumulada na estrada, onde 2.100 veículos ficaram presos.

Força tarefa trabalha na remoção da neve na via expressa de Kanetsu | ©Kyodo

Até as 19h, cerca de 260 veículos permaneciam presos na pista com destino a Tóquio, de acordo com a East Nippon Expressway. A pista oposta também apresentou congestionamento, mas foi liberada na manhã desta sexta-feira.

“Quase não dormi e fiquei preocupado porque não tinha absolutamente nenhuma informação [sobre a situação]”, disse um homem de 48 anos que dirigia a partir de Niigata com destino a sua casa perto da capital japonesa, de acordo com a Kyodo News.

Início do congestionamento

O congestionamento começou por volta das 18h de quarta-feira, depois que um grande veículo ficou preso perto da Área de Serviço Shiozawa Ishiuchi, na pista com destino a Tóquio.

A operadora disse na quinta-feira que cerca de 1.100 veículos ainda estavam presos na via expressa. Em seguida, disse na sexta-feira que restavam apenas cerca de 70 automóveis, mas retirou o número horas depois, dizendo que não havia contado corretamente todos os veículos. Posteriormente, disse que cerca de 1.000 carros ficaram presos às 10h.

“É lamentável que (a operadora) não tenha conseguido reunir informações precisas e ter que fazer uma grande correção para cima (no número de veículos)”, disse o secretário-chefe do Gabinete Katsunobu Kato, porta-voz do governo.

Em uma entrevista coletiva à noite, Toru Obata, presidente da East Nippon Expressway, disse que algumas pessoas foram levadas a hospitais depois de passarem mal.

“Não podíamos ter previsto níveis recordes de neve”, disse ele enquanto se desculpava com aqueles que ainda estavam presos na neve.

Alimentos, combustível, cobertores e banheiros portáteis foram distribuídos aos motoristas que seguiam presos em seus veículos na rodovia coberta pela nevasca.

Alguns veículos ficaram presos na via expressa entre as prefeituras de Niigata e Gunma na noite de quarta-feira. O número de carros parados aumentou até quinta-feira, uma vez que a neve pesada continuava a cair.

Muitas pessoas foram forçadas a permanecer em seus veículos durante a noite em razão do frio, o mais intenso do ano, segundo o serviço meteorológico local. A queda na temperatura começou quarta-feira, causando nevascas intensas que, por sua vez, continua a interromper as estradas e os serviços de trens locais.

De acordo com a polícia e a operadora da via expressa, a fila de carros se estendeu por 16,5 quilômetros em um ponto da rodovia na quinta-feira.

A Agência Meteorológica de Niigata prevê que a neve pesada continuará a cair durante o fim de semana na região afetada e alertou os motoristas a ficarem preparados para possíveis interrupções nas estradas.

Mundo-Nipo (MN)
Fonte: Kyodo News.