Notícias Política

Mulheres somam apenas 17,7% dos candidatos nas eleições do Japão

©Kyodo

A baixa proporção de mulheres candidatas só reitera a péssima posição do Japão no ranking global de empoderamento político feminino.

As mulheres representam 17,7% dos candidatos nas eleições gerais de 31 de outubro no Japão, um número praticamente inalterado em relação à eleição anterior, apesar dos esforços do governo para aumentar a representação feminina na política.

De acordo com a Kyodo News, do total de 1.051 candidatos que disputam os 465 assentos na Câmara dos Representantes, a poderosa Câmara Baixa do Parlamento Japonês, apenas 186 são mulheres, 23 a menos do que na eleição anterior, em 2017.

Por partido político, o Partido Comunista Japonês tem a maior proporção de mulheres entre seus 130 candidatos, somando uma porcentagem significativa de 35,4%.

Enquanto isso, as mulheres representam apenas 33, ou 9,8%, dos 336 candidatos do Partido Liberal Democrata (PLD), que governa o Japão ininterruptamente desde 2012.

Em um conjunto de políticas anunciadas com suas promessas de campanha, o PLD disse que aumentaria a porcentagem de mulheres em posições de liderança para cerca de 30%. Porém, conforme apurado, o partido governista não conseguiu atingir nem a metade da meta.

O Partido Democrático Constitucional do Japão tem 44 mulheres entre seus 240 candidatos, o equivalente a 18,3%, enquanto o Partido da Inovação do Japão tem 14 entre seus 96 candidatos, o equivalente a 14,6%.

O Partido Social Democrata é o único em que as mulheres constituem a maioria dos candidatos, correspondendo a nove dos seus 15 candidatos.

Com o Japão listado em 120º lugar entre 156 países e entre os 10 últimos em termos de empoderamento político no Relatório Global de Gênero do Fórum Econômico Mundial para 2021, o governo estabeleceu uma meta de aumentar a proporção de mulheres que concorrem nas eleições nacionais para 35% em 2025.

Em 1º de setembro, as mulheres representavam apenas 9,9% dos legisladores na Câmara dos Representantes do Japão, e 23,0% na Câmara dos Conselheiros, de acordo com a União Interparlamentar com sede em Genebra.

Entre outros partidos políticos que concorrem nas próximas eleições, o partido Komeito (aliado da coalizão do PLD) tem quatro candidatas, o Partido Democrático do Povo tem oito, o partido Reiwa Shinsengumi tem cinco e um partido secundário anti-NHK soma 10 candidatas, conforme noticiou a Kyodo.

== Mundo-Nipo (MN)