Política

Assessor de premiê do Japão sugere nova declaração sobre escravidão sexual

Um assessor do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse neste domingo (23) que o país deveria considerar a emissão…

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Um assessor do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse neste domingo (23) que o país deveria considerar a emissão de uma nova política sobre a escravidão sexual durante a guerra, uma vez que novos fatos foram encontrados e que a declaração de 1993 não ofereceu um pedido de desculpas para as vítimas.

“Não  seria estranho emitir uma nova declaração plítica se novas descobertas estão surgindo”, disse Koichi Hagiuda, assessor especial do premiê japonês durante uma entrevista em Tóquio.

No início do mês, Abe disse que seu governo não vai retirar o pedido de desculpas de 1993, conhecido como a declaração de Kono, por forçar as mulheres à escravidão sexual durante a Segunda Guerra Mundial.

Recentemente também foi descoberto que as Forças Armadas Imperiais do Japão usaram dinheiro para encobrir o uso de escravas sexuais na ilha indonésia de Bali durante a Segunda Guerra Mundial, de acordo com um grupo de pesquisadores de uma universidade japonesa.

(Do Mundo-Nipo com informações da agência Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta