Tecnologia

Sonda japonesa vai pousar no asteroide Ryugu em 22 de fevereiro

Sonda Hayabusa2 sobrevoando o asteroide Ryugu | Foto: Distribuição/Jaxa

A sonda Hayabusa2 precisou de quase 4 anos para chegar ao asteroide, que está localizado a cerca de 300 milhões de quilômetros de distância da Terra.

Atualizado em 14/02/19

A Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (Jaxa, na sigla em inglês) anunciou que a sonda Hayabusa2, que atualmente está localizada a aproximadamente 300 milhões de quilômetros de distância da Terra, tentará pousar no asteroide Ryugu em 22 de fevereiro.

De acordo com a Jaxa, a tentativa está prevista para às 08h15 locais do dia 22 de fevereiro, com transmissão ao vivo da sala de controle na internet. A operação deveria ter acontecido antes, mas os cientistas precisaram de mais tempo de preparação.

A aventura da Hayabusa2 começou em 3 de dezembro de 2014. A sonda partiu então para uma longa viagem espacial de 3,2 bilhões de quilômetros.

A sonda precisou de três anos e 10 meses para chegar a seu destino. Em junho, o aparelho se estabilizou a 20 quilômetros de Ryugu, asteroide com forma de diamante e que tem 900 metros de diâmetro.

Asteroide Ryugu | Distribuição/Jaxa

Em outubro, a sonda lançou sobre o asteroide um pequeno robô franco-alemão, Mascot, que analisou durante mais de 17 horas a composição do solo deste corpo rochoso primitivo.

Veja também
» Sonda japonesa faz pouso histórico em asteroide
» Japão testa no espaço inédito projeto de ‘elevador espacial’
» Foguete explode logo após ser lançado no Japão
» Japão lança novo satélite ‘espião’

Com um processo mecânico de impacto de massa, Hayabusa2 deve realizar uma operação de coleta de poeira.

A missão da nave espacial Hayabusa2 e de seus pequenos exploradores robóticos é obter pistas sobre a formação do sistema solar e a origem da vida na Terra, afirmou a agência japonesa.

O asteroide foi batizado de Ryugu porque, para os japoneses, esse nome tem significados mitológicos, visto que Ryugu é o nome do mítico palácio submarino do Deus do Mar, cujas paredes são feitas de corais.

A sonda Hayabusa2, que em japonês significa “falcão peregrino”, permanecerá no entorno do asteroide Ryugu por cerca de um ano e meio antes de retornar à Terra no final de 2020.

MN – Mundo-Nipo
Fontes: Kyodo News | Agência AFP.