Japão e Brasil estão no Top 10 de maiores consumidores de miojo no mundo

O Japão inventou o miojo, mas nem por isso ele está no topo do ranking. A surpresa é o Brasil, onde foram consumidos 2,37 bilhões de porções em 2018.
Miojo Foto Stockvault
Foto: Stockvault

Criado pelo japonês Momofuku Ando, em 1958, o miojo é o macarrão instantâneo mais consumido no mundo. Mediante isso, a Associação Mundial de Macarrão Instantâneo (WINA, na sigla em inglês) realiza um levantamento anual dos países que mais consomem o “instant noodles”, mais conhecido no Brasil como miojo.

Divulgado no final de agosto, o ranking de 2019 traz o Japão na quarta colocação. No país criador do macarrão instantâneo, foram consumidos 5,78 bilhões de porções de miojo em 2018. A posição do Japão é a mesma do ano passado.

A grande surpresa no ranking é o Brasil, que ficou em 10º lugar, com 2,37 bilhões de porções de miojo consumidos no ano passado, 7,6% a mais do que no ano anterior.

Não há outros países latino-americanos entre os 20 primeiros do ranking e tudo indica que o Brasil ganhará ainda mais posições por conta da economia fraca que o país vive desde 2014, e o miojo é uma opção barata de alimento, o que tende a ganhar mais as mesas dos consumidores.

O ranking, contudo, é liderado por China, Indonésia e Índia, que também mantiveram suas posições em relação a lista do ano passado.

O levantamento da WINA mostra ainda que, em todo o mundo, foram consumidos 103,6 bilhões de porções de miojo no ano passado, um crescimento de 3,5% ante 2017.

“O consumo de macarrão instantâneo tem crescido porque desde a sua invenção o produto está focado em cinco princípios: ser gostoso, seguro, prático, ter longa duração e preço acessível”, diz Takashi Asano, presidente da multinacional japonesa Nissin Foods no Brasil.

Em 2018, para impulsionar o consumo de macarrão instantâneo, a WINA agregou mais dois princípios ao produto: “ser nutritivo e ecologicamente sustentável.”

Como surgiu o macarrão instantâneo

O macarrão instantâneo nasceu no Japão em 1958, 10 anos depois da derrota do país asiático na Segunda Guerra Mundial. Foi o momento em que o advento da televisão como nova mídia estava prestes a mudar drasticamente os padrões de consumo das pessoas.

O “Chicken Ramen”, primeiro macarrão instantâneo do mundo, foi inventado pelo japonês Momofuku Ando, fundador da Nissin Foods. O Chicken Ramen ​​era um produto de época, feito pela desidratação do macarrão cozido no vapor e temperado em óleo quente.

Ele permitiu a produção em massa de macarrão instantâneo, estabelecendo todo o processo do método industrial de fabricação de macarrão: vapor, tempero e desidratação no calor do óleo.

VEJA TAMBÉM

O produto, que fica pronto para comer em apenas dois minutos adicionando água fervente, foi apelidado de “ramen mágico” e se tornou uma sensação no Japão e, consequentemente, no mundo.

Veja abaixo o Top 10 dos países maiores consumidores de Instant Noodles:
#PAÍSCONSUMO POR PORÇÃO
China40,25 bilhões
Indonésia12,54 bilhões
Índia6,06 bilhões
Japão5,78 bilhões
Vietnã5,20 bilhões
EUA4,40 bilhões
Filipinas3,98 bilhões
Coreia do Sul3,82 bilhões
Tailândia3,46 bilhões
10ºBrasil2,37 bilhões
Tabela ©mundo-nipo.com (MN)

MN – Mundo-Nipo.com
Fonte: WINA.

Total
162
Shares
Previous Article
Linha de producao da Daikin Industries na fabrica em Kusatsu Foto Stockvault

Investimento empresarial no Japão cresce pelo 11º trimestre seguido

Next Article
Fabrica de automoveis Foto Honda 900x550 min

Emprego no Japão: Vagas para mulheres em fábrica da Mitsui em Yamanashi

Related Posts