Variedades

Japão e Brasil estão no Top 10 de maiores consumidores de miojo no mundo

Foto: Stockvault

O Japão inventou o miojo, mas nem por isso ele está no topo do ranking. A surpresa é o Brasil, onde foram consumidos 2,37 bilhões de porções em 2018.

Criado pelo japonês Momofuku Ando, em 1958, o miojo é o macarrão instantâneo mais consumido no mundo. Mediante isso, a Associação Mundial de Macarrão Instantâneo (WINA, na sigla em inglês) realiza um levantamento anual dos países que mais consomem o “instant noodles”, mais conhecido no Brasil como miojo.

Divulgado no final de agosto, o ranking de 2019 traz o Japão na quarta colocação. No país criador do macarrão instantâneo, foram consumidos 5,78 bilhões de porções de miojo em 2018. A posição do Japão é a mesma do ano passado.

A grande surpresa no ranking é o Brasil, que ficou em 10º lugar, com 2,37 bilhões de porções de miojo consumidos no ano passado, 7,6% a mais do que no ano anterior.

Não há outros países latino-americanos entre os 20 primeiros do ranking e tudo indica que o Brasil ganhará ainda mais posições por conta da economia fraca que o país vive desde 2014, e o miojo é uma opção barata de alimento, o que tende a ganhar mais as mesas dos consumidores.

O ranking, contudo, é liderado por China, Indonésia e Índia, que também mantiveram suas posições em relação a lista do ano passado.

O levantamento da WINA mostra ainda que, em todo o mundo, foram consumidos 103,6 bilhões de porções de miojo no ano passado, um crescimento de 3,5% ante 2017.

“O consumo de macarrão instantâneo tem crescido porque desde a sua invenção o produto está focado em cinco princípios: ser gostoso, seguro, prático, ter longa duração e preço acessível”, diz Takashi Asano, presidente da multinacional japonesa Nissin Foods no Brasil.

Em 2018, para impulsionar o consumo de macarrão instantâneo, a WINA agregou mais dois princípios ao produto: “ser nutritivo e ecologicamente sustentável.”

Como surgiu o macarrão instantâneo

O macarrão instantâneo nasceu no Japão em 1958, 10 anos depois da derrota do país asiático na Segunda Guerra Mundial. Foi o momento em que o advento da televisão como nova mídia estava prestes a mudar drasticamente os padrões de consumo das pessoas.

O “Chicken Ramen”, primeiro macarrão instantâneo do mundo, foi inventado pelo japonês Momofuku Ando, fundador da Nissin Foods. O Chicken Ramen ​​era um produto de época, feito pela desidratação do macarrão cozido no vapor e temperado em óleo quente.

Ele permitiu a produção em massa de macarrão instantâneo, estabelecendo todo o processo do método industrial de fabricação de macarrão: vapor, tempero e desidratação no calor do óleo.

VEJA TAMBÉM

O produto, que fica pronto para comer em apenas dois minutos adicionando água fervente, foi apelidado de “ramen mágico” e se tornou uma sensação no Japão e, consequentemente, no mundo.

Veja abaixo o Top 10 dos países maiores consumidores de Instant Noodles:
#PAÍSCONSUMO POR PORÇÃO
China40,25 bilhões
Indonésia12,54 bilhões
Índia6,06 bilhões
Japão5,78 bilhões
Vietnã5,20 bilhões
EUA4,40 bilhões
Filipinas3,98 bilhões
Coreia do Sul3,82 bilhões
Tailândia3,46 bilhões
10ºBrasil2,37 bilhões
Tabela ©mundo-nipo.com (MN)

MN – Mundo-Nipo.com
Fonte: WINA.