Curiosidades

Cacho de uva é leiloado por mais de R$ 26,6 mil no Japão

Trata-se do maior valor já alcançando desde que a variedade de uva Ruby Roman foi leiloada pela primeira vez, em 2008.

Um cacho de uvas da variedade Ruby Roman, proveniente da província de Ishikawa, na região central do Japão, foi arrematado por 1 milhão de ienes (cerca de R$ 26,6 mil pela cotação atual do Banco Central brasileiro) no primeiro leilão da temporada, realizado nesta quinta-feira (9) em um mercado local. Trata-se do maior valor já alcançando desde que a variedade foi leiloada pela primeira vez, em 2008, conforme noticiou a emissora pública ‘NHK’.

Pesando cerca de 700 gramas e constituído por 26 uvas, o cacho foi um dos 31 da espécie Ruby Roman colocados hoje em leilão no mercado central de Kanazawa, em Ishikawa. Cada uva do cacho custou aproximadamente 38,4 mil ienes ou cerca de R$ 1,023 mil.

A variedade Ruby Roman distingue-se das uvas habituais pelo sabor bastante adocicado e a cor mais avermelhada, além do tamanho – cada uva pesa, em média, cerca de 20 gramas e tem cerca de 3cm de diâmetro, ou seja, quase do tamanho de uma bola de pingue-pongue. Agricultores da província de Ishikawa disseram que levaram 14 anos para desenvolver a variedade.

O cacho foi arrematado pelo cheff de um hotel em Kanazawa, que “disse ter recebido instruções para fazer os lances sem importar com valores altos, pois sua missão era arrematar o precioso cacho a qualquer custo”. De acordo com a agência Kyodo, o motivo é a recente inauguração da linha Hokuriku Shinkansen (trem-bala), que deverá significar um aumento no número de turistas na região.

O preço deste ano foi quase o dobro do leilão no ano passado, quando um cacho de uva da mesma variedade foi arrematado por 550 mil ienes. Especialistas atribuem o alto preço a cor rubi extraordinariamente viva da colheita neste ano.

Adoração dos japoneses por frutas
Os japoneses adoram frutas e têm por costume presentear as pessoas com elas, principalmente se for raras e sazonais, que geralmente são arrematadas em leilões por pequenas fortunas. Dado o fato, é possível mensurar o apreço não só em leilões como também em lojas especializadas em frutas, que comumente vendem cachos de uva que podem superar R$ 10 mil.

No caso, a “Ruby Roman” é uma espécie de uva cultivada repleta de cuidados especiais, o que só eleva o preço, principalmente se for de Ishikawa. O consumidor japonês, no entanto, não se importa em pagar o equivalente a R$ 250 por ‘cada uva’ do cacho em lojas especializadas.

Nesses locais, é possível também encontrar outros tipos de frutas com preços elevados, como os perfeitamente esféricos “Melão Yubari” por mais de mil reais a caixa com duas unidades, e a rara “Melancia Densuke”, conhecida por melancia preta, pela pechincha de R$ 1,5 mil, já que este tipo de melancia foi arrematada pela fantástica soma de 650 mil ienes (cerca de R$ 17,3 mil atuais) em um leilão em Hokkaido, em junho de 2008. Outro valor exorbitante ficou por conta de dois melões Yubari, que foram arrematados no mercado central da cidade de Saporo, capital de Hokkaido, pelo valor exorbitante de 1,5 milhão de ienes (cerca de R$ 39,8 mil atuais).

Os altos preços têm explicações que vão além da apreciação dos japoneses por fruta ou a perfeição e do cultivo diferenciado. Um dos principais motivos é a tradição de presentear os mais íntimos com elas, sendo que quantidade e preço são demonstrativos de afeto – quanto mais caro, maior o carinho.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.