Economia

Produção industrial do Japão cai mais que o esperado em maio

As fracas exportações no mês contribuíram para uma queda na produção das fábricas.

A produção industrial do Japão recuou mais que o esperado em maio, registrando queda de 2,2% na comparação com o mês anterior, o que representa a primeira queda em dois meses, mostraram dados do governo, indicando que a recuperação da economia japonesa pode registrar queda no trimestre abril-junho.

O resultado veio pior que a mediana das previsões de economistas consultados pela Agência Kyodo e de uma pesquisa da Deutsche Boerse, encomendada pelo MNI News, que apontavam recuo de -0,8% para o quinto mês de 2015. Em abril, o índice teve um acréscimo de 1,2%, com ajuste sazonal, o que representou o primeiro aumento mensal desde janeiro.

De acordo com o relatório do Ministério da Economia, Comércio e Indústria (METI), divulgado na última terça-feira, o índice piorou na maioria dos 15 setores pesquisados. As indústrias que mais corroboraram para o recuo foram as fabricantes de veículos, de componentes e dispositivos eletrônicos e de produtos químicos.

“As fracas exportações no mês contribuíram para uma queda na produção das fábricas”, disse um porta-voz do METI. As exportações reais recuaram 5,0% em maio, nos dados dessazonalizados, a primeira queda em três meses, de acordo com o Banco do Japão.

Os embarques industriais, principal indicador que mede a produção e procura por produtos, caiu 1,9% no mês, a primeira queda em dois meses após alta de 0,6% em abril. Os estoques caíram 0,8% no mês, isso porque as montadoras reduziram seus estoques de carros antes de acelerar a saída.

Os dados fracos indicam que a recuperação da econômica japonesa pode apresentar um desempenho negativo no segundo trimestre. Mediante a isso, o governo rebaixou sua avaliação básica, dizendo que a recuperação da economia japonesa está “flutuante”.  No mês passado, a avaliação era que a economia “mostrava sinais de crescimento em ritmo moderado”.

Segundo os dados de uma pesquisa realizada pelo ministério com empresas nacionais, a previsão é que a produção industrial aumente 1,5% em junho e 0,6% em julho.

A produção industrial, que mede o ritmo das fábricas japonesas, é considerada fundamental para antecipar o desempenho da economia do país, altamente dependente do setor manufatureiro.

Fontes: MNI News | Agência Kyodo.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários