Economia

Japão e Brasil estão entre os 5 países onde ricos vão passar mais herança

Herdeiros de ultra-ricos no Brasil receberão US$ 560 bilhões e, no Japão, o valor é superior a US$ 1,6 trilhão.

Do Mundo-Nipo

Nas próximas três décadas, os filhos e/ou descendentes de um total de 4.225 brasileiros ultra-ricos (aqueles que têm US$ 30 milhões líquidos ou mais) receberão de herança mais de meio trilhão de dólares, enquanto a parcela que os herdeiros receberão de um total de 14.720 japoneses muito ricos é superior a 1,6 trilhão, de acordo com o mais recente estudo da consultoria Wealth X.

A cifra no Japão representa cerca de 68% do patrimônio atual dos japoneses. O Brasil tem a mesma porcentagem, no entanto, é mais relevante considerando que o imposto sobre herança no país é extremamente baixo quando comparado a Japão e outros países da lista, que têm impostos na casa dos 40% e 50%.

Na média, o imposto brasileiro sobre herança é um dos mais baixos do mundo. A alíquota máxima é de 8%, praticada apenas em três estados (Bahia, Ceará e Santa Catarina), enquanto a porcentagem no Japão dispara para 50% em todas as 47 prefeituras existentes no país.

Por outro lado, há países desenvolvidos que não têm imposto sobre herança (como Noruega e Austrália), mas que taxam fortemente renda e patrimônio durante a vida.

Para chegar a conclusão dos países onde os ultra-ricos mais devem passar patrimônio nas próximas três décadas, a Wealth X avaliou o valor total e proporção da riqueza atual, assim como o número absoluto de ultra-ricos e o imposto máximo sobre herança vigente em cada país.

Veja abaixo os dados dos 5 países melhores colocados na edição 2015 do ranking da Wealth X:

1º. Estados Unidos
Número de ultra-ricos em 2014: 69.560
Patrimônio a ser transferido em valor: US$ 6,04 trilhões
Patrimônio a ser transferido em proporção do total: 63%
Imposto máximo sobre herança: 40% (varia por estado)

2º. Alemanha
Número de ultra-ricos em 2014: 19.095
Patrimônio a ser transferido em valor: US$ 1,645 trilhão
Patrimônio a ser transferido em proporção do total: 64%
Imposto máximo sobre herança: 50%

3º. Japão
Número de ultra-ricos em 2014: 14.720
Patrimônio a ser transferido em valor: US$ 1,645 trilhão
Patrimônio a ser transferido em proporção do total: 68%
Imposto máximo sobre herança: 50%

4º. Reino Unido
Número de ultra-ricos em 2014: 11.510
Patrimônio a ser transferido em valor: US$ 830 bilhões
Patrimônio a ser transferido em proporção do total: 57%
Imposto máximo sobre herança: 40%

5º. Brasil
Número de ultra-ricos em 2014: 4.225
Patrimônio a ser transferido em valor: US$ 560 bilhões
Patrimônio a ser transferido em proporção do total: 68%
Imposto máximo sobre herança: 8% (varia por estado)

(Com informações das Agências Reuters e Estadão)

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários