Economia

Japão é o país com a economia mais complexa do mundo; Brasil é 53º

Veja quais são as 15 economias mais complexas do mundo de acordo com o Atlas de Complexidade Econômica.

Do Mundo-Nipo

Japão ocupa o topo do Atlas de Complexidade Econômica, um estudo mantido desde 2011 por um time que inclui Ricardo Hausman, de Harvard, e Cesar Hidalgo, do MIT. O complexo “atlas” mede o “conhecimento produtivo” de cada país. A ideia é que lugar nenhum passa de produzir uma banana para um computador de uma vez: isso exige um acúmulo gradual de habilidades e processos coletivos.

Para entender o estudo, pense, por exemplo, em um país e um produto qualquer. Depois procure saber se este país desenvolve este produto e, caso ele não o fizer, veja em quantos outros países ele pode ser feito. Se a resposta for “muitos países”, então este país provavelmente não tem uma economia complexa.

Isso importa porque segundo os cálculos dos autores, a complexidade não é apenas reflexo da prosperidade atual, mas está relacionada com crescimento e renda futuros, além de desigualdade.

A medição é feita analisando a natureza dos produtos exportados, já que “países podem fazer coisas que não exportam, mas o fato de que não exportem sugere que talvez não sejam muito bons nelas”, diz o estudo.

No caso do Brasil, a pauta é dominada pelas commodities: minério de ferro, soja, petróleo bruto e açúcar. É isso que coloca o país em 53º lugar, atrás de todos os BRICS e de economias como Tunísia e Filipinas.

No Japão, os produtos mais exportados são relacionados à tecnologia avançada, como produtos de circuitos eletrônicos integrados, de carros e de acessórios de veículos, fatores determinantes para colocar o país como a economia mais complexa do planeta.

Embora o ranking tenha sido concluído e divulgado este ano, os dados são relativos ao ano de 2013. Veja a seguir quais são as 15 economias mais complexas do mundo de acordo com o Atlas:

1. Japão
Principais exportações:
Carros: 13%
Partes e acessórios de veículos motorizados: 5%
Circuitos eletrônicos integrados: 4%

2. Suíça
Principais exportações:
Ouro: 30%
Medicamentos embalados: 10%
Sangue preparado para uso terapêutico: 6%

3. Alemanha
Principais exportações:
Carros: 11%
Partes e acessórios de veículos motorizados: 4%
Medicamentos embalados: 4%

4. Coréia do Sul
Principais exportações:
Circuitos eletrônicos integrados: 10%
Petróleo refinado: 8%
Carros: 8%

5. Suécia
Principais exportações:
Petróleo refinado: 7%
Medicamentos embalados: 4%
Partes e acessórios de veículos motorizados: 4%

6. Finlândia
Principais exportações:
Petróleo refinado: 11%
Papel/papelão com caulim: 7%
Produtos de aço inoxidável: 4%

7. Áustria
Principais exportações:
Medicamentos embalados: 4%
Partes e acessórios de veículos motorizados: 3%
Carros: 3%

8. República Tcheca
Principais exportações:
Carros: 10%
Partes e acessórios de veículos motorizados: 8%
Máquinas de processamento de dados: 6%

9. Reino Unido
Principais exportações:
Carros: 9%
Petróleo refinado: 7%
Petróleo bruto: 5%

10. Eslováquia
Principais exportações:
Carros: 9%
Monitores, projetores e acessórios de recepção para TV: 7%
Partes e acessórios de veículos motorizados: 5%

11. Singapura
Principais exportações:
Petróleo refinado: 24%
Circuitos eletrônicos integrados: 15%
Máquinas de processamento de dados: 4%

12. Eslovênia
Principais exportações:
Medicamentos embalados: 9%
Carros: 8%
Petróleo refinado: 4%

13. Estados Unidos
Principais exportações:
Petróleo refinado: 7%
Carros: 4%
Veículos aéreos, espaciais e de lançamento: 3%

14. Hungria
Principais exportações:
Carros: 6%
Partes e acessórios de veículos motorizados: 4%
Motores a pistão: 4%

15. França
Principais exportações:
Veículos aéreos, espaciais e de lançamento: 9%
Medicamentos embalados: 5%
Carros: 4%

53. Brasil
Principais exportações:
Minério de ferro: 9%
Soja: 5%
Petróleo bruto: 4%

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários