Sumô

Morre, aos 72 anos, o maior campeão da história do sumô no Japão

O lendário campeão de sumô Taiho Koki faleceu neste sábado em um hospital de Tóquio aos 72 anos.

Da agência EFE

 Taiho Koki conquistou o recorde de 32 campeonatos na principal categoria. (Foto: oficial)

Taiho Koki conquistou o recorde de 32 campeonatos na principal categoria. (Foto: oficial)

Tóquio, 19 jan (EFE).- O lendário campeão de sumô Taiho Koki, detentor do maior número de títulos da história moderna deste esporte, com o recorde de 32 campeonatos na principal categoria, faleceu neste sábado em um hospital de Tóquio aos 72 anos, informou a Associação Japonesa de Sumô.

Taiho, que nasceu em 1940 na ilha de Sakhalin (que pertence à Rússia e fica ao norte do Japão) e cujo nome real era Naya Koki, é considerado um dos maiores lutadores de sumô do período posterior à Segunda Guerra Mundial.

Entre as proezas desta lenda do esporte está o fato de ter conseguido vencer, em duas ocasiões, seis torneios de maneira consecutiva (entre 1962-1963 e 1966-1967), ganhar oito campeonatos de forma invicta e conseguir uma sequência de 45 lutas sem derrota.

Taiho, de 1m87 de altura e 153 quilos em sua trajetória profissional, estreou no Grande Torneio de Sumô em setembro de 1956, aos 16 anos, e se tornou “yokozuna” (lutador da principal categoria) apenas cinco anos depois, sendo o segundo mais jovem até o momento a conseguir esta máxima condecoração.

O “Rikishi” (profissional do sumô) ganhou em 1961 seu primeiro campeonato na “makunouchi”, a primeira divisão deste esporte, e se aposentou em maio de 1971, após vencer seu último título aos 30 anos.

Desde que se retirou, Taiho montou sua própria escola e se tornou membro do Nishonoseki, o histórico centro que o descobriu e que fechará suas portas ao término do Grande Torneio de Ano Novo, que está em disputa até o próximo dia 27 na arena Ryogoku Kokugikan, em Tóquio. EFE

 

Para ler mais notícias sobre sumô, clique em mundo-nipo.com/esportes/sumo. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 

Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem a autorização prévia por escrito da Agência EFE S/A.

Comentários

Deixe de comentário

*