Meio ambiente e Energia

Japão deve remover mais cedo combustível radioativo de Fukushima Daiichi

A remoção do combustível nuclear pode iniciar no primeiro semestre do ano fiscal de 2020.

Do Mundo-Nipo

Reator 2 de Fukushima Daiichi, antes e depois (Foto: Aflo Images)

Reator 2 de Fukushima Daiichi, antes e depois (Foto: Aflo Images)

O governo japonês e a Companhia de Energia de Tóquio (Tepco) disseram nesta segunda-feira que serão capazes de começar a remover o combustível derretido dentro dos reatores nucleares danificados da usina Fukushima Daiichi cerca de 18 meses mais cedo que o previsto.

De acordo com uma versão preliminar de um roteiro revisado para desmantelamento de quatro reatores, a tarefa extremamente difícil de remoção do combustível nuclear poderia iniciar no primeiro semestre do ano fiscal de 2020, através da melhoria da eficiência do trabalho de preparação.

Contudo, o governo e a Tepco mantém o cronograma geral para completar o processo de desmantelamento dentro de 30 a 40 anos.

As informações são da agência Kyodo.

 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente em mundo-nipo.com/meio-ambiente-e-energiaSiga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários