Meio ambiente e Energia

Terremoto no oeste do Japão deixa 23 feridos e danifica 1,2 mil casas

Além de cerca de 23 feridos, o terremoto causou danos em mais de 1,2 mil casas e uma grande rachadura de cerca de 40 metros no chão de uma escola primária.

Do Mundo-Nipo

O forte terremoto de magnitude preliminar de 6,3 graus que atingiu oeste do Japão na manhã de sábado (hora local), deixou ao menos 23 pessoas feridas em cinco prefeituras, informou a Agência Nacional de Polícia do Japão neste sábado.

 

Terremoto de seis graus em Hyogo (Imagem: Agência Meteorológica do Japão)

Mapa do epicentro do terremoto no oeste do Japão em 13 de abril (Imagem: Agência Meteorológica do Japão)

 

O terremoto ocorreu às 05h36 de sábado (17h36 de sexta-feira pelo horário Brasília), registrando magnitude de 6 graus na escala japonesa, de intensidade sísmica sete, na Ilha de Awaji, prefeitura de Hyogo, o maior nível de intensidade registrada no oeste do Japão desde o Grande Terremoto de Hanshin, em 1995.

De acordo com a Agência de Meteorologia do Japão, o tremor se originou perto da ilha, a uma profundidade de cerca de 15 quilômetros, mas nenhum alerta de tsunami foi emitido.

Terremoto no oste do Japão em 13 de abril de 2013 (Foto: Kyodo)

Rachadura de cerca de 40 metros em uma escola primária na cidade de Sumoto (Foto: Kyodo)

Mais de 1,2 mil casas, principalmente na Ilha Awaji, foram danificadas. O tremor causou uma rachadura de cerca de 40 metros em uma escola primária na cidade de Sumoto.

A agência alertou para possíveis réplicas com uma intensidade preliminar de até 5 graus ao longo da semana que vem.

Das 23 pessoas feridas, com idades entre 1 e 95 anos, sete sofreram graves ferimentos. Uma senhora de 87 anos de idade, residente em Osaka, bateu fortemente com a cabeça durante os tremores do terremoto. Outra de 82 anos, residente em Tsuruga, prefeitura de Fukui, quebrou a perna após cair da cama, que foi virou devido ao forte abalo, de acordo com relatos de uma rádio local.

A Agência Nacional de Polícia informou que 14 pessoas ficaram feridas na prefeitura de Hyogo, cinco em Osaka, duas na prefeitura de Tokushima, uma na prefeitura de Fukui e outra na de Okayama.

O governo central criou uma força-tarefa no gabinete do primeiro-ministro Shinzo Abe, que instruiu funcionários de Gestão para Crises a reunir informações sobre os danos do terremoto, disse o chefe de Gabinete, Yoshihide Suga, a repórteres.

As operadoras de usinas nucleares informaram que nenhum dano foi observado em instalações nucleares no oeste do Japão, incluindo a usina de Ikata, na prefeitura de Ehime, a usina de Shimane, em Shimane e um laboratório atômico em Osaka, informaram as operadoras.

A usina nuclear de Oi, na prefeitura de Fukui, única usina que atualmente tem reatores operacionais no Japão, não foi afetada.

Uma série de serviços de trem em Hyogo e áreas vizinhas foram temporariamente suspensas para inspeções de segurança, informaram as operadoras das companhias.

O Ministério dos Transportes disse que os principais aeroportos da região não sofreram danos. Quatro aviões atrasaram o desembarque no Aeroporto Internacional de Kansai, em Osaka, devido ao terremoto, mas todos chegaram em segurança.

 

Terremoto no oste do Japão em 13 de abril de 2013 (Foto: Kyodo)

A biblioteca pública de Awaji ficou repleta de livros no chão e o muro de uma casa, também em Awaji, ficou destruído em consequência do forte terremoto. (Fotos: Kyodo)

As grandes infraestruturas, como estradas e pontes, não foram afetadas, como também não ocorreu falta de energia.

Em Hyogo, o “Grande Terremoto de Hanshin”, de magnitude 7,3, originário da costa norte da ilha de Awaji, causou extensos danos em Kobe e áreas circundantes em 1995, matando cerca de 6,4 mil pessoas. A agência disse que os movimentos de falhas dos últimos tremores e 1995 são diferentes do tremor de sábado e que se existe uma ligação entre os dois ainda não é conhecida.

 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente e Energia em mundo-nipo.com/meio-ambiente-e-energia. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários