Meio ambiente e Energia

Número de trabalhadores na usina em Fukushima duplica em 2014

A Tepco disse que não enfrenta escassez de mão-de-obra e que tem mais de 10 mil trabalhadores registrados.

Do Mundo-Nipo

O número de trabalhadores participando do desmonte e outros trabalhos na danificada usina nuclear em Fukushima dobrou em apenas um ano. Segundo anunciou a Companhia de Energia Elétrica de Tóquio (Tepco, na sigla em inglês), operadora da usina, uma média diária de 5.730 pessoas trabalhou no local em julho, informou a emissora pública ‘NHK’.

O número praticamente dobrou em 2014 ante o registrado em 2013, à medida que surgem mais problemas para conter a crescente água contaminada nos prédios dos reatores no complexo Fukushima Daiichi.

A Tepco declarou que não enfrenta escassez de mão-de-obra atualmente, e que mais de 10 mil trabalhadores estão registrados em suas listas de contratados, conforme noticiou a ‘NHK’.

Contudo, analistas afirmam que o processo de desmonte pode levar até 40 anos. Eles acreditam que serão necessários mais trabalhadores quando a remoção de combustível nuclear dos reatores danificados for começada.

Para os analistas, serão necessários mais trabalhadores para implementar o plano de congelamento do solo em volta da usina, a fim de evitar que água subterrânea entre em contato com o terreno altamente contaminado da usina.

A Tepco informou que planeja reduzir a quantidade de radiação em volta da usina para melhorar as condições de trabalho. A empresa deve ainda simplificar os procedimentos para contratação de trabalhadores.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários