Notícias

Após acidente, EUA vão suspender voos de Osprey no Japão

Acidente com aeronave Osprey em Okinawa (Foto: Kyodo/AFP)

A medida ocorre após uma aeronave Osprey ter feito um pouso de emergência na costa de Okinawa.

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Fumio Kishida, anunciou nesta quarta-feira (14) que as Forças Armadas dos Estados Unidos vão suspender temporariamente os voos de aviões Osprey no território japonês, uma decisão tomada a pedido do próprio Kishida, informou a emissora pública ‘NHK’.

A medida ocorre após uma aeronave Osprey, que decola e aterrissa verticalmente, ter feito um pouso de emergência na terça-feira (1) em águas ao largo da costa de Okinawa, ilha no sul do Japão e que abriga as principais bases aéreas norte-americanas em solo japonês.

De acordo com a ‘NHK’, Kishida ligou esta manhã para a embaixadora dos Estados Unidos em Tóquio, Caroline Kennedy, e pediu a suspensão dos voos.

O ministro japonês declarou que o acidente foi “lamentável” e pediu para que o Estado Maior de dos Estados Unidos  apure o caso e forneça ao governo de Tóquio informações detalhadas sobre a causa exata do problema com a aeronave. Ele pediu ainda para que sejam tomadas medidas que visem evitar que algo semelhante volte a acontecer.

Kishida também afirmou que os Osprey não devem decolar até que sua segurança seja avaliada e confirmada.

Ainda de acordo com a ‘NHK’, na conversa por telefone, Caroline Kennedy teria dito a Kishida que a segurança da população japonesa é uma das prioridades dos Estados Unidos. Ela também teria prometido fornecer informações mais precisas sobre o acidente.

Acidente
Nas primeiras horas desta quarta-feira, data local, Militares dos Estados Unidos disseram ao Ministério da Defesa do Japão que a aeronave Osprey fez um pouso de emergência no mar, na província sulina de Okinawa, depois de sofrer problemas durante o voo.

A aeronave mergulhou no mar a cerca de um quilômetro ao leste da cidade de Nago, por volta das 21h30 locais de terça-feira, 10h30 no horário de Brasília. Todos os 5 tripulantes foram resgatados. Dois ficaram feridos.

A fuselagem e as asas do avião sofreram graves danos, e peças que parecem ser partes das hélices estavam tortas. As hélices do Osprey podem ser usadas na vertical ou na horizontal.

O avião era da Base aérea de Futenma, dos fuzileiros navais dos Estados Unidos, localizada na cidade de Ginowan, também em Okinawa.

O Ministério da Defesa do Japão cita militares americanos que disseram que houve um problema durante o voo nas proximidades do local onde o avião fez o pouso de emergência.

Segundo a agência de notícias Kyodo, militares teriam dito que o piloto foi forçado a decidir entre retornar a Futenma ou fazer um pouso de emergência. O piloto entendeu que um pouso na água seria mais seguro e conduziu uma descida controlada.

Os militares dos Estados Unidos iniciaram a implementação da aeronave na Base aérea de Futenma, em outubro de 2012. Uma frota de 24 aviões do tipo Osprey está atualmente em operação.

Esta é a primeira vez que um Osprey fica danificado em um acidente no Japão.

Comentários