Notícias

Carros japoneses são maioria no top 10 dos mais roubados nos EUA; veja a lista

O Honda Accord lidera a lista com mais de 53 mil unidades roubadas em apenas um ano.

Do Mundo-Nipo

Os carros de montadoras do Japão são maioria entre os 10 mais roubados nos Estados Unidos em 2013, com os sedãs Accord e Civic, da Honda, liderando a lista compilada pela National Insurance Crime Bureau (NICB), grupo mantido por seguradoras que monitora crimes ligados a veículos, como roubos, furtos e fraudes de seguro.

 

Honda Accord 2013 (Foto: Divulgação)

O Honda Accord lidera a lista com mais de 53 mil unidades roubadas (Foto: Divulgação)

 

Segundo informou o Auto Esporte, a liderança desses modelos não é novidade, em vista que eles figural no topo desse tipo de lista há alguns anos.

O relatório 2014 da NICB aponta que foram roubados 53.995 Accord e 45.001 Civic durante o ano de 2013 nos Estados Unidos.

Outro sedã, o Toyota Camry, que disputa com o Accord o título de mais vendido no país, apareceu apenas em quinto, com 14.420 unidades roubadas.

Se fossem considerados apenas carros modelo 2013, o primeiro lugar ficaria com o Nissan Altima, com 810 roubos, seguido por Ford Fusion, picapes Ford F-Series, Toyota Corolla e  Chevrolet Impala.

No geral, o número de roubos nos EUA caiu 3,2% em relação a 2013, alcançando o mais baixo índice desde a década de 60.

 

Veja os top 10 dos carros mais roubados nos EUA:

1º Honda Accord
53.995 unidades roubadas

2º Honda Civic
45.001 unidades roubadas

3º Picapes Chevrolet
27.809 unidades roubadas

4º Picapes Ford F-Series
26.494 unidades roubadas

5º Toyota Camry
14.420 unidades roubadas

6º Picapes Dodge
11.347 unidades roubadas

7º Dodge Caravan
9.272 unidades roubadas

8º Jeep Cherokee / Grand Cherokee
9.272 unidades roubadas

9º Toyota Corolla
9.010 unidades roubadas

10º Nissan Altima
8.892 unidades roubadas

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário


*