Sociedade

Brasileiro que cometeu vários crimes no Japão é assassinado no norte do Brasil

O brasileiro estava respondendo processo em liberdade quando foi morto no Pará.

Do Mundo-Nipo

Um brasileiro acusado de cometer vários crimes no Japão, incluindo um atropelamento com vítima fatal na província de Ibaraki, foi assassinado no Brasil antes mesmo de ser punido, já que respondia por processos em liberdade, informou o jornal Mainichi nesta terça-feira (16).

Segundo a polícia de Ibaraki, o brasileiro, identificado como Júlio Andrade, cometeu vários crimes na província, sendo dois pertinentes por haver provas contra ele.

Em fevereiro de 2013, ele teria assaltado uma agência de correio de Chiyoda, atual Kasumigaura, com outros dois comparsas. Eles teriam roubado 1,9 milhão de ienes, o equivalente à R$ 42 mil atuais.

Em março do mesmo ano, o brasileiro, com 38 anos na época, teria atropelado uma mulher de 79 anos em Mitsukaido, atual Joso. Segundo a polícia, o brasileiro fugiu, e a vítima morreu por não ter sido socorrida a tempo. Depois desse último crime, Andrade fugiu para o Brasil.

Em junho de 2010, o governo japonês emitiu um pedido à Justiça do Brasil para que prendesse o acusado e realizasse o julgamento de acordo com as leis brasileiras, já que não existe tratado de extradição de criminosos entre os dois países.

O Ministério Público do Pará, no norte do Brasil, proferiu a acusação em abril de 2011, mas Andrade não foi preso e estava respondendo processo em liberdade.

O brasileiro foi assassinado a tiros em março deste ano, antes mesmo do julgamento acabar, de acordo com o Mainichi, que não deu detalhes sobre o assassinato de Andrade.

Em função disso, o Ministério Público solicitou a retirada do processo e o Tribunal de Justiça do Pará aceitou o pedido no último dia 27. Fonte: Revista online Alternativa.jp.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários