Espacial

Chuva de meteoros do Cometa Halley poderá ser vista até novembro

O fenômeno acontece todo ano, quando a órbita da Terra coincide com uma área do espaço cheia de detritos do Cometa Halley.

Do Mundo-Nipo com Agências

Os japoneses que olharem para o céu a partir das 22h desta terça-feira (22), poderá presenciar a chuva de meteoros Orionídeas. O fenômeno acontece todo ano nesta época, quando a órbita da Terra coincide com uma área do espaço cheia de detritos do Cometa Halley.

 

Chuva de meteoros Orionídeas filmada em outubro de 2013 (Imagem: Reprodução/YouTube)

Chuva de meteoros Orionídeas filmada em outubro de 2013 (Imagem: Reprodução/YouTube)

 

O período em que os meteoros ficam mais visíveis no céu começou na madrugada desta terça-feira e deve se estender até a madrugada de quarta-feira. O fenômeno teve início em 2 de outubro e continua em curso até 7 de novembro.

No Japão, a chuva estará mais visível na madrugada de quarta-feira, com pico a 1h local. Para ver a chuva de meteoros, não é preciso usar nenhum equipamento especial. Regiões afastadas das luzes das cidades terão visibilidade melhor.

Entretanto, a previsão do tempo não é animadora para boa parte do arquipélago japonês por causa de uma frente fria vinda do Mar do Japão, o que deixará o céu encoberto e com possibilidade de chuva. Mas, ainda assim, o fenômeno estará razoavelmente visível até o final de semana, e poderá ser visto facilmente com o uso de um simples binóculo.

As Orionídeas são visíveis tanto no hemisfério sul quanto no hemisfério norte, de acordo com a Agência Especial Americana (Nasa). Ainda segundo a agência, são esperados cerca de 20 meteoros por hora neste período de maior intensidade do fenômeno.

Os brasileiros também poderão presenciar o fenômeno, devendo olhar para o céu em direção ao nordeste e aguardar o surgimento dos meteoros. Eles poderão ser vistos a partir da meia-noite, mas o melhor horário de observação é antes do amanhecer.

“A Terra está passando por uma corrente de detritos do cometa Halley, a origem das Orionídeas”, diz o pesquisador Bill Cooke, da Nasa. “Pedaços da poeira do cometa batendo na atmosfera devem nos dar cerca de duas dúzias de meteoros por hora”.

(Com informações das agências Estado e Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*