Economia

Vendas no Japão caem drasticamente após alta de imposto sobre consumo

Em uma semana, houve uma retração de mais de 50% nas vendas, com o setor automobilístico registrando a pior queda.

Do Mundo-Nipo

Loja em Tóquio coloca aviso de aumento de 100 para 108 ienes (Foto: Aflo Images)

Loja em Tóquio coloca aviso de aumento de 100 para 108 ienes (Foto: Aflo Images)

Concessionárias de automóveis e grandes centros comerciais do Japão têm registado uma forte queda nas vendas desde a entrada em vigor, a uma semana, do aumento do imposto sobre o consumo, informou nesta segunda-feira (7) o jornal Nikkei.

O Japão aumentou, de 5% para 8%, a taxa do imposto sobre o consumo em 1º de abril deste ano, data que se iniciou o ano fiscal japonês de 2014. Trata-se do primeiro aumento em 17 anos, que tem como principal objetivo financiar os elevados custos do sistema de previdência social do país, com uma população cada vez mais envelhecida.

Segundo o Nikkei, os efeitos negativos do aumento ultrapassam a projeção de economistas ao redor do mundo, que estimavam uma queda de gradual a média na primeira semana.

Entretanto, o registrado neste período aponta para uma redução de mais de 50% nas vendas em quase todos os setores, principalmente o de automóveis, que registra a maior queda em sete dias desde a semana posterior ao grande terremoto em março de 2011.

(Do Mundo-Nipo com informações do jornal Nikkei e Agência Kyodo)

 

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.