Economia

Banco do Japão mantém política monetária e melhora avaliação econômica

O BC japonês melhorou sua avaliação sobre gastos de capital e sinalizou confiança em seu agressivo estímulo monetário.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O Banco do Japão (BoJ, o banco central japonês) decidiu manter inalterada sua política monetária. A autoridade monetária também melhorou sua avaliação sobre gastos de capital, sinalizando confiança de que seu agressivo estímulo monetário está ajudando a ampliar a recuperação na terceira maior economia do mundo.

Os membros do BoJ votaram por unanimidade para manter a promessa de elevar a base monetária a um ritmo anual de 60 trilhões a 70 trilhões de ienes (US$ 592 e US$ 691 bilhões). A decisão, anunciada nesta quarta-feira (21), já era esperada por economistas, de acordo com a agência Reuters.

Em um comunicado divulgado após uma reunião de dois dias, o presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, deixou cair a palavra “deflação”, afirmando que sua flexibilização monetária “vem exercendo os efeitos pretendidos”, destacou a Agência Kyodo.

Kuroda declarou ainda que o BoJ vai continuar com sua política para alcançar a “meta de inflação de 2%”, mantendo sua avaliação sobre a economia, dizendo que ela continua a se “recuperar moderadamente como tendência”.

O BC japonês tem mantido sua política desde que lançou um intenso estímulo em abril do ano passado, quando prometeu acelerar a inflação para 2% em cerca de dois anos através de agressivas compras de ativos em um país mergulhado em deflação há 15 anos.

(Do Mundo-Nipo com informações das agências Reuters e Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •