Meteorologia Notícias

Tsunami atinge o Japão após erupção vulcânica em Tonga

Tsunami atinge o Japao em 15 01 2022 Foto Reproducao JMA Edicao Mundo Nipo

Residentes da costa do Pacífico do Japão foram instados a ficarem longe das áreas litorâneas até que o alerta de tsunami seja levantado.

A costa do Pacífico do Japão foi atingida no início de domingo (data local) por um tsunami após uma enorme erupção vulcânica submarina na ilha de Tonga, no Pacífico Sul, no dia anterior, levando a Agência Meteorológica do Japão a emitir alerta de tsunami para várias localidades do país, do sul ao norte da costa, enquanto mais de 210.000 moradores foram instados a deixarem suas casas e procurar áreas mais altas, informou hoje (15) a Kyodo News.

A Agência Meteorológica do Japão disse que um tsunami de até 3 metros pode atingir algumas das ilhas do sudoeste do Japão, incluindo a ilha de Amami, bem como a província de Iwate, no nordeste do país.

De acordo com a Kyodo, um tsunami de 1,2 metro foi observado na cidade de Amami pouco antes da meia-noite de sábado (por volta das 12 horas no horário de Brasília), enquanto um tsunami de 1,1 metro chegou à província de Iwate às 02h26 de domingo (14h26 deste sábado (15) no Brasil).

Segundo a agência, um pequeno tsunami de menos de 1 metro foi observado em uma ampla área da costa do Pacífico do Japão, passando por Hokkaido (ilha no extremo norte), Kyushu (ilha no sudoeste) e Okinawa (ilha no extremo sul).

Não houve relatos imediatos de feridos ou danos maiores à construções.

A Agência Japonesa de Gerenciamento de Incêndios e Desastres disse que pelo menos 210.000 pessoas em sete províncias (Aomori, Iwate, Miyagi, Chiba, Kochi, Miyazaki e Kagoshima) foram solicitadas a deixar o litoral.

Áreas que receberam alertas de tsunami da JMA
Tsunami no Japao Alerta em 15 01 2022 Tabela JMA Edicao Mundo Nipo 600px 2

Durante uma coletiva de imprensa no início de domingo no Japão, começo da tarde deste sábado (15) no Brasil, um funcionário da agência meteorológica pediu aos moradores da costa do Pacífico do Japão que permaneçam longe das áreas litorâneas até que o alerta e os avisos sejam levantados, observando que várias ondas de tsunami ainda podem chegar ao litoral.

Após o alerta de tsunami e os avisos da agência, o governo central montou um escritório de ligação no gabinete do primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, para coletar informações.

A última vez que a JMA emitiu um alerta de tsunami foi emitido no Japão em novembro de 2016, depois que um terremoto de magnitude 7,3 atingiu a costa de Fukushima, no nordeste do Japão.

VEJA TAMBÉM
Vários terremotos atingem o Japão e causam temores de erupção no Monte Fuji
Círculo de Fogo do Pacífico

O Japão está localizado sobre o chamado “Anel de Fogo do Pacífico”, também conhecido como Círculo de Fogo do Pacífico, uma das zonas vulcânicas e sísmicas mais ativas do planeta, e sofre com erupções vulcânicas e terremotos diariamente. Mediante isso, o país possui uma infraestrutura desenvolvida para resistir a tremores que poderiam ser fatais em outras partes do mundo.

*Mais informações sobre alertas podem ser obtidas no site da Agência Meteorológica do Japão.

== Mundo-Nipo (MN)
Fonte: Kyodo News.