Meteorologia

Japão emite alerta de tsunami após forte terremoto atingir região nordeste

O alerta foi emitido após um terremoto de 6,9 graus abalar várias províncias no nordeste japonês.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Agência Meteorológica do Japão (JMA, sigla em inglês) emitiu um alerta de tsunami nesta terça-feira (hora local) após um forte terremoto com magnitude preliminar de 6,9 graus na escala Richter atingir a região nordeste do país por volta das 8h locais de hoje. Até o momento, não há informações sobre vítimas ou danos à edificações.

De acordo com a JMA, o tremor ocorreu às 08h06 locais de terça-feira (20h06 de segunda-feira pelo horário de Brasília), em uma região no Mar do Pacífico conhecida como Sanriku Oki, na costa do nordeste japonês, a uma profundidade de 10 quilômetros. A Agência informou que existe a possibilidade de ocorrerem réplicas (tremores secundários) na região.

A Agência prevê tsunami de até um metro que pode chegar ao litoral da província de Iwate. As autoridades locais estão pedindo aos moradores que se afastem do mar e busquem refúgio em locais elevados.

O forte tremor, que foi sentido principalmente na região nordeste, abalou ainda o leste e o extremo norte do arquipélago, com intensidade máxima de 4 graus na escala japonesa, que vai até 7. O grau de magnitude equivale à intensidade do terremoto no epicentro. Já a escala japonesa considera o nível de abalo sentido na superfície da terra.

As autoridades locais estão analisando se o tremor causou danos. A princípio não há relatos de incidentes de destaque, nem interrupções nos meios de transportes da região.

O Japão faz parte do chamado ‘Anel de Fogo do Pacífico’, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos com relativa frequência, por isso possui uma infraestrutura que foi desenvolvida para resistir à tremores que poderiam ser fatais em outras partes do mundo.

(Com informações das Agências Kyodo e JMA)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta