Notícias

Vendas no varejo do Japão caem pelo 5º mês seguido

Foto: Arquivo/Jiji

A queda no varejo japonês em julho é bem maior que a previsão de mercado, frustrando as perspectivas de melhora no consumo privado.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As vendas no varejo do Japão caíram ao ritmo mais rápido do que o esperado em julho, marcando o quinto mês consecutivo de retração, um sinal preocupante para o consumo privado, que responde por mais da metade da terceira maior economia do mundo.

Destacando a fraca demanda do consumidor, as vendas no varejo caíram 2,8% em julho na comparação com o mesmo mês do ano anterior, de acordo com o relatório do Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão (METI).

O resultado é pior que a estimativa mediana de economistas consultados pela agência Reuters, que previam retração de 1,7% para o sétimo mês do ano.

Além disso, a queda em julho é mais que o dobro do registrado no mês anterior, quando foi apurado retração de 1,2% ante junho de 2019.

Os dados fracos ressaltam a fragilidade da economia japonesa, uma vez que o PIB do país sofreu contração recorde de 27,8% no trimestre abril-junho, quando a pandemia do coronavírus afetou fortemente tanto a demanda interna como externa.

Mundo-Nipo (MN)
Fonte: Nikkei Asian Review.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •