Notícias

Menino que estava perdido é encontrado em instalação militar em Hokkaido

A instalação militar onde a criança foi encontrada fica a 5 km de Nanae, cidade onde ocorreu o desaparecimento.

Yamato Tanooka, o menino de sete anos que estava desaparecido desde o último sábado após ser abandonado pelos pais em uma estrada perto de uma floresta no norte do Japão, foi encontrado com vida na manhã desta sexta-feira (data local) em uma   instalação militar de Shikabe, cidade vizinha de onde o menino desapareceu, em Hokkaido, ilha no norte do Japão, informou a imprensa internacional e local.

Por vota das 22h de sexta-feira, um dos bombeiros que trabalhavam na busca disse à agência ‘AFP’ que o menino foi encontrado vivo, mas não deu detalhes sobre as condições de saúde da criança. Contudo, meia hora depois, a ‘TV Asahi’ noticiou que o menino passa bem e não apresenta ferimentos aparentes, mas foi levado para um hospital para exames.

A instalação militar onde a criança foi encontrada fica a aproximadamente 5 km de distância de Nanae, cidade onde ocorreu o desaparecimento, conforme noticiou a ‘TV Asahi’

Autoridades ainda não esclareceram como a criança foi parar na instalação, que é utilizada para treinamento de soldados.

De acordo com a ‘Alternativa.jp’, o pequeno foi encontrado por um membro das Forças de Autodefesa em um prédio onde soldados costumam pernoitar quando há treinamento.

“Ele estava enrolado em um cobertor e parecia estar com fome. O homem que o localizou ofereceu um onigiri (bolo de arroz) e água”, destacou a ‘Alternativa.jp’, citando a ‘TV Asahi’ como fonte.

Desaparecimento da criança
Yamato Tanooka, de 7 anos, sua irmã mais velha e os pais passeavam no último sábado quando os pais perderam a paciência com o comportamento do menino, que atirava pedras contra os carros e contra os pedestres, informaram a polícia japonesa e a imprensa.

Na viagem de volta, os pais obrigaram o menino a sair do carro e o deixaram à margem da estrada aos pés do monte Komagatake, antes de seguir por mais 500 metros.

Os progenitores, que esperaram duas horas desde o desaparecimento de Yamato até alertar as autoridades, denunciaram os fatos no sábado à tarde e, em um primeiro momento, mantiveram a versão de que havia se perdido enquanto recolhiam vegetais na floresta.

“Eles afirmaram que voltaram imediatamente ao local, mas que o menino não estava mais onde o haviam deixado”, disse um policial.

Um representante do município de Nanae manifestou preocupação com o paradeiro da criança em uma zona montanhosa, “onde passam poucas pessoas e carros”. Também disse que “não é surpreendente” observar ursos.

O pai de Yamato admitiu sua angústia em uma entrevista e pediu desculpas pelos problemas provocados a tantas pessoas. Cerca de 200 policiais, bombeiros, soldados e voluntários participaram das buscas.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.