Notícias

Toyota tem lucro líquido recorde no trimestre de abril a junho

Os ganhos robustos são resultantes das fortes exportações beneficiadas pelo enfraquecimento do iene.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

A Toyota Motor divulgou seu resultado financeiro no primeiro trimestre do ano fiscal de 2015, de abril a junho, no qual os números mostram que a maior montadora do mundo do mundo, em volume de vendas, teve um lucro líquido recorde de 646,4 bilhões de ienes (US$ 5,2 bilhões), o que representa um crescimento de 10% em relação ao mesmo período do ano fiscal anterior, um resultado favorecido pelas fortes exportações que foram beneficiadas pelo enfraquecimento do iene.

O lucro operacional da montadora japonesa aumentou 9,1% nos três meses encerrados em junho na comparação com o mesmo período do exercício anterior, o que representa um lucro recorde de 756 bilhões de ienes. No mesmo período e base de comparação, as vendas da Toyota subiram 9,3%, totalizando outro recorde, de 6,99 trilhões de ienes.

Com o forte avanço no primeiro trimestre fiscal, a Toyota resolveu elevar suas projeções para o ano fiscal de 2015, que encerra em março de 2016. A estimativa de vendas do grupo foi ampliada para 27,8 trilhões de ienes ante 27,5 trilhões de ienes projetados anteriormente.

A Toyota, no entanto, manteve suas previsões no que diz respeito ao lucro líquido e lucro operacional, estimados em 2,25 trilhões de ienes e 2,8 trilhões de ienes, respectivamente. Embora as projeções de ganhos tenham sido mantidas, os números seguem extremamente expressivos e, caso a Toyota atinja os valores, eles serão mais um recorde da montadora.

Segundo especialistas, um dos motivos de um desempenho tão expressivo da montadora é a queda de 17% do valor do iene na comparação com o dólar no período de um ano, o que beneficiou as exportações para os EUA e países na Europa.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta