Notícias

Colisão entre trem e caminhão no Japão deixa 1 morto e dezenas de feridos

Reprodução / Kyodo

Uma pessoa morreu e 33 ficaram feridas, com uma em estado gravíssimo. Três vagões do trem descarrilharam e o caminhão pegou fogo.

Pelo menos uma pessoa morreu e outras 33 ficaram feridas, com uma delas em estado grave, em uma grande colisão entre um trem de alta velocidade e um caminhão ocorrido em uma passagem de nível em Yokohama, no leste do Japão, anunciaram os serviços de emergência e a companhia ferroviária nesta quinta-feira (5).

“Trinta pessoas foram transportadas para o hospital, duas delas em estado grava e uma delas faleceu mais tarde”, afirmou o corpo de bombeiros de Yokohama à Agência AFP.

Posteriormente, o número foi corrigido para 33 feridos. A vítima fatal é o motorista do caminhão.

O acidente aconteceu por volta das 11h40 locais (23h40 de quarta-feira no horário de Brasília) na Linha Keikyu, que liga Tóquio com a região metropolitana, entre as estações de Kanagawa-Shinmachi e Nakakido, em Yokohama.

O trem, que normalmente viaja a 120 quilômetros por hora na área, colidiu com um caminhão de 13 toneladas, o que causou o descarrilamento dos três primeiros vagões de um total de oito no trem de passageiros. O caminhão pegou fogo, segundo a Kyodo News.

O caminhão, com 12 metros de comprimento e 2,5 metros de largura, é suspeito de ter ficado preso no cruzamento enquanto tentava virar à direita de uma estrada estreita ao longo dos trilhos, informou a polícia.

Uma empresa de transporte em Katori, na província de Chiba, disse que o caminhão era de sua frota e que o motorista estava carregando frutas de Yokohama a Narita, a leste de Tóquio.

“Eu pensei que morreria”, disse um homem de 23 anos que conseguiu escapar por uma janela do primeiro vagão do trem. Ele disse que ouviu outro homem gritar “cuidado” antes do impacto.

Uma nuvem de fumaça preta pôde ser vista subindo no ar após o acidente e o primeiro vagão do trem foi levantado dos trilhos.

Governo japonês manda peritos ao local do acidente

O governo estabeleceu um escritório de ligação com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, para supervisionar a resposta ao acidente, enquanto o Conselho de Segurança dos Transportes do Japão enviou especialistas em acidentes ferroviários para o local.

A Linha Keikyu disse que tentará retomar os serviços de trem até o período de pico da noite de sexta-feira nas áreas afetadas pelo acidente, conforme noticiou a Kyodo News.

Créditos: Kyodo

MN – Mundo-Nipo.com
Fontes: France Presse | Kyodo News.