Tufão Haishen força evacuação de milhares de pessoas no sul do Japão

Mais de 70 centros de evacuação foram instalados apenas em Amami. Haishen sustenta ventos superior a 250km/h.
Tufao Haishen agita o mar das ilhas Amami Foto Kyodo
Ilhas Amami | Foto: Kyodo

A proximidade do poderoso tufão Haishen na região sudoeste do Japão forçou as autoridades locais a emitir alertas de evacuação para milhares de pessoas neste sábado (5), o que deve interromper o transporte nas ilhas de Okinawa e Kyushu até segunda-feira (7), antes de seguir para a península coreana, informou a imprensa local.

Haishen, o décimo tufão da temporada no Pacífico e classificado como “muito forte” pela Agência Meteorológica do Japão (JMA), pode atingir as ilhas Amami, na província de Kagoshima, e outras áreas da ilha Kyushu entre a tarde de domingo e segunda-feira.

A previsão é que o potente tufão leve chuvas recordes e ventos avassaladores, o que levou os governos locais recomendaram evacuações antecipadas.

Haishen já mostra seu poder antes mesmo de chegar ao litoral das ilhas Amami, onde as ondas passam dos 5 metros e os ventos já têm força para envergar árvores, segundo a emissora pública NHK

Alerta de evacuação

Mediante isso, a cidade de Amami emitiu neste sábado uma recomendação de evacuação para toda a sua população, 42.674 pessoas, que recomendou que se deslocassem a um dos mais de 70 centros de evacuação instalados na ilha.

Abrigo improvisado em uma escola de Amami Foto Kyodo
Abrigo improvisado em uma escola de Amami mantém distância entre os evacuados como medida de prevenção ao coronavírus | Foto: Kyodo

Câmeras da mídia local registraram a chegada de alguns dos evacuados carregando roupas de cama e outros itens até os centros de abrigo, onde a temperatura corporal era medida, entre outras medidas, para evitar a disseminação do novo coronavírus nas instalações.

Às 17:45 hora local, Haishen estava a cerca de 300 quilômetros a leste de Okinawa e 350 quilômetros a sudeste de Amami, embora seus ventos já fossem sentidos na região.

A tempestade de vento estava se movendo a 15 quilômetros por hora na direção norte-noroeste, sustentando ventos de mais de 250 quilômetros por hora, de acordo com dados do JMA.

A agência meteorológica também alertou que pode haver chuvas muito fortes, com potencial para ser o dobro do que é normalmente registrado ao longo do mês de setembro.

Interrupções nos transportes e indústrias

As operadoras de serviços de transporte público também intensificaram as precauções antes do supertufão, o que inclui aeroportos e serviços de trens.

Segundo as companhias aéreas, mais de 80 voos foram cancelados somente neste sábado, todos com destino a Okinawa e áreas em Kyushu.

A Kyushu Railway informou que seus serviços de trem-bala locais serão amplamente suspensos na segunda-feira, enquanto a operadora da West Japan Railway anunciou que suspenderá a linha de alta velocidade Sanyo Shinkansen entre a cidade de Hiroshima e Hakata na segunda-feira (7) e planeja reduzir a frequência em outras.

Já a Central Japan Railway anunciou que está considerando suspender ou mudar de destino para alguns serviços do Tokaido Shinkansen na segunda-feira.

Enquanto isso, diversos fabricantes de eletrônicos e instrumentos de precisão planejam suspender as operações em suas fábricas no oeste do país.

Segundo a Kyodo News, as principais montadoras japonesas, incluindo Toyota, Honda e Mitsubishi, disseram em comunicado que planejam interromper as operações de suas fábricas em áreas que devem ser afetadas pelo supertufão.

Também foram suspensos as atividades em escolas e alguns órgãos públicos. As autoridades locais sugeriu que apenas serviços extremamente essenciais ficassem abertos.

Uma vez que o tufão Haishen aumentou o risco de inundações em seis rios na região de Kyushu e em uma ampla área do oeste do Japão, oito prefeituras liberaram a água em 40 represas para evitar desastres, de acordo com o Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo, conforme noticiou a Kyodo.

Mundo-Nipo (MN)
Fontes: Kyodo News | NHK News.

Total
0
Shares
Related Posts