Notícias

Tufão Haishen força evacuação de milhares de pessoas no sul do Japão

Ilhas Amami | Foto: Kyodo

Mais de 70 centros de evacuação foram instalados apenas em Amami. Haishen sustenta ventos superior a 250km/h.

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share

A proximidade do poderoso tufão Haishen na região sudoeste do Japão forçou as autoridades locais a emitir alertas de evacuação para milhares de pessoas neste sábado (5), o que deve interromper o transporte nas ilhas de Okinawa e Kyushu até segunda-feira (7), antes de seguir para a península coreana, informou a imprensa local.

Haishen, o décimo tufão da temporada no Pacífico e classificado como “muito forte” pela Agência Meteorológica do Japão (JMA), pode atingir as ilhas Amami, na província de Kagoshima, e outras áreas da ilha Kyushu entre a tarde de domingo e segunda-feira.

A previsão é que o potente tufão leve chuvas recordes e ventos avassaladores, o que levou os governos locais recomendaram evacuações antecipadas.

Haishen já mostra seu poder antes mesmo de chegar ao litoral das ilhas Amami, onde as ondas passam dos 5 metros e os ventos já têm força para envergar árvores, segundo a emissora pública NHK

Alerta de evacuação

Mediante isso, a cidade de Amami emitiu neste sábado uma recomendação de evacuação para toda a sua população, 42.674 pessoas, que recomendou que se deslocassem a um dos mais de 70 centros de evacuação instalados na ilha.

Abrigo improvisado em uma escola de Amami mantém distância entre os evacuados como medida de prevenção ao coronavírus | Foto: Kyodo

Câmeras da mídia local registraram a chegada de alguns dos evacuados carregando roupas de cama e outros itens até os centros de abrigo, onde a temperatura corporal era medida, entre outras medidas, para evitar a disseminação do novo coronavírus nas instalações.

Às 17:45 hora local, Haishen estava a cerca de 300 quilômetros a leste de Okinawa e 350 quilômetros a sudeste de Amami, embora seus ventos já fossem sentidos na região.

A tempestade de vento estava se movendo a 15 quilômetros por hora na direção norte-noroeste, sustentando ventos de mais de 250 quilômetros por hora, de acordo com dados do JMA.

A agência meteorológica também alertou que pode haver chuvas muito fortes, com potencial para ser o dobro do que é normalmente registrado ao longo do mês de setembro.

Interrupções nos transportes e indústrias

As operadoras de serviços de transporte público também intensificaram as precauções antes do supertufão, o que inclui aeroportos e serviços de trens.

Segundo as companhias aéreas, mais de 80 voos foram cancelados somente neste sábado, todos com destino a Okinawa e áreas em Kyushu.

A Kyushu Railway informou que seus serviços de trem-bala locais serão amplamente suspensos na segunda-feira, enquanto a operadora da West Japan Railway anunciou que suspenderá a linha de alta velocidade Sanyo Shinkansen entre a cidade de Hiroshima e Hakata na segunda-feira (7) e planeja reduzir a frequência em outras.

Já a Central Japan Railway anunciou que está considerando suspender ou mudar de destino para alguns serviços do Tokaido Shinkansen na segunda-feira.

Enquanto isso, diversos fabricantes de eletrônicos e instrumentos de precisão planejam suspender as operações em suas fábricas no oeste do país.

Segundo a Kyodo News, as principais montadoras japonesas, incluindo Toyota, Honda e Mitsubishi, disseram em comunicado que planejam interromper as operações de suas fábricas em áreas que devem ser afetadas pelo supertufão.

Também foram suspensos as atividades em escolas e alguns órgãos públicos. As autoridades locais sugeriu que apenas serviços extremamente essenciais ficassem abertos.

Uma vez que o tufão Haishen aumentou o risco de inundações em seis rios na região de Kyushu e em uma ampla área do oeste do Japão, oito prefeituras liberaram a água em 40 represas para evitar desastres, de acordo com o Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo, conforme noticiou a Kyodo.

Mundo-Nipo (MN)
Fontes: Kyodo News | NHK News.

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share