Notícias

Dólar fecha na maior queda diária em mais de um mês

Foto: Aflo Images

A queda vem após o dólar encerrar a semana passada no maior nível desde meados de junho.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O dólar fechou nesta segunda-feira (5) na maior queda percentual diária ante o real em mais de um mês, após atuação do Banco Central no câmbio e com investidores atentos ao cenário político local.

A moeda norte-americana recuou 1,24%, cotada a R$ 3,4294 na venda. Na mínima da sessão, a moeda norte-americana marcou R$ 3,4243 e, na máxima, R$ 3,4819.

É a maior baixa percentual diária desde 24 de outubro deste ano, quando o dólar havia caído 1,26%. A significativa queda vem após a moeda dos EUA fechar a semana passada com alta acumulada de 1,73% e no maior nível desde meados de junho.

Como resultado, o dólar acumula alta de 1,24% no mês. No ano, tem desvalorização de 13,14%.

No mercado local, investidores estavam atentos ao cenário político. O presidente Michel Temer deve anunciar nesta segunda-feira as propostas de reforma da Previdência, de acordo com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Segundo informou a Presidência da República, o governo enviará o projeto de reforma amanhã (6) ao Congresso.

A reforma prevê, entre outros pontos, a definição de idade mínima única de 65 anos para aposentadoria, com regra de transição a partir dos 45 anos para mulheres e 50 anos para os homens. O tema é considerado um dos mais importantes para colocar as contas públicas do país em ordem.

Na véspera, manifestantes foram às ruas de várias cidades do Brasil para protestar contra a corrupção e demonstrar apoio à operação Lava Jato.

“Os maiores alvos das manifestações foram os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado. Por enquanto, Temer está sendo poupado”, disse o operador da Advanced Corretora Alessandro Faganello à agência de notícias Reuters.

O país continua em recessão e começam a surgir pressões sobre a equipe econômica, sobretudo após a saída de mais um ministro do governo do presidente Michel Temer por denúncias.

Atuação do Banco Central
A atuação do BC também contribuiu para a queda do dólar nesta sessão, com a venda integral de até 15 mil swaps cambiais tradicionais –equivalentes à venda futura de dólares para rolagem. A autoridade monetária começou na sexta-feira a rolagem dos contratos que vencem em janeiro.

No exterior, os mercados reagiram com certo alívio ao resultado do referendo na Itália, por meio do qual foi rejeitada a proposta do primeiro-ministro, Matteo Renzi, sobre reforma constitucional. Renzi decidiu renunciar após dois anos e meio no gabinete.

(Com Agência Reuters)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •