Notícias

Navio japonês que afundou na II Guerra é encontrado perto das ilhas Salomão

Encouraçado japonês Hiei | Foto: Arquivo / Museu Yamato

O encouraçado Hiei foi construído em 1914. Ele participou do ataque à base norte-americana de Pearl Harbor e afundou por volta de 1942.

Um encouraçado pertencente à antiga Marinha Imperial do Japão e que afundou na batalha no Pacífico Sul, durante a Segunda Guerra Mundial, foi encontrado a cerca de mil metros de profundidade, ao largo das Ilhas Salomão. A embarcação foi descoberta por uma equipe de buscas do Estados Unidos, criada pelo cofundador da Microsoft, Paul Allen, já falecido.

A emissora pública japonesa ‘NHK’ obteve imagens em vídeo do encouraçado chamado Hiei. A descoberta levantou uma nova hipótese sobre o afundamento da embarcação.

Mesmo após a morte de Allen, em outubro passado, a equipe deu continuidade às buscas, utilizando um veículo subaquático operado remotamente.

Imagens capturadas pelo submarino mostram as enormes hélices e leme do antigo navio de guerra, bem como os canos dos canhões antiaéreos que ainda permanecem razoavelmente preservados depois de mais de sete décadas no fundo do mar.

Segundo a equipe, a descoberta do encouraçado, em 31 de janeiro, ocorreu a 985 metros de profundidade, no leito marinho a noroeste da Ilha Savo.

O Hiei foi construído em 1914, mas passou por várias modificações antes de participar do ataque à base norte-americana de Pearl Harbor, efetuada pela Marinha Imperial Japonesa na manhã de 7 de dezembro de 1941. O ataque destruiu 21 navios e 347 aviões dos EUA, matando cerca de 2.403 pessoas e ferindo outras 1178, entre soldados e alguns civis. O ataque levou os Estados Unidos a participar oficialmente da Segunda Guerra Mundial.

Depois de Pearl Harbor, uma investida empreendida pela frota dos Aliados durante a Batalha de Guadalcanal, no contexto da II Guerra, em 1942, danificou profundamente o encouraçado e o tornou inutilizável. Acredita-se que a tripulação tenha abandonado a embarcação antes que ela afundasse.

A ‘NHK’ pediu a Kazushige Todaka, diretor do Museu Marítimo de Kure, que analisasse as imagens em vídeo.

Segundo Todaka, cerca de um terço do casco da embarcação desapareceu, sugerindo que uma explosão tenha sido a causa de seu afundamento. O especialista acrescentou que a descoberta revela uma parte desconhecida da história do Hiei, que participou de grandes batalhas marítimas na Guerra do Pacífico.

A equipe de pesquisa dos EUA prometeu publicar, em breve, as fotos e vídeos capturadas pelo submarino. Contudo, algumas imagens do Hiei no fundo do mar podem ser vistas no site da emissora ‘NHK’. Clique aqui.

MN – Mundo-Nipo
Fontes: NHK News | Educação UOL.