Notícias

Lucro da Toyota despenca 98% no 1º trimestre fiscal

Foto: E. Hoshiko/AP

A pandemia do coronavírus reduziu pela metade as vendas de carros da Toyota, que teve o pior lucro trimestral em 9 anos.

A Toyota registrou seu menor lucro trimestral em nove anos, conforme a pandemia de coronavírus reduziu pela metade as vendas de automóveis e quase anulou seus lucros, informou a agência Reuters.

No entanto, as ações da maior montadora do Japão subiram 2,3%, já que os analistas esperavam um prejuízo, enquanto comentários de um porta-voz da empresa sobre uma recuperação das vendas mais rápida que o esperado também apoiaram o movimento.

O lucro operacional da Toyota despencou 98%, para 13,9 bilhões de ienes (US$ 131,73 milhões) no primeiro trimestre fiscal, encerrado em junho, acima da estimativa média de um prejuízo de 179 bilhões de ienes, segundo pesquisa da Refinitiv realizada com sete analistas.

Os ganhos drasticamente menores sublinham os desafios que a indústria automobilística está enfrentando por causa da pandemia que fechou fábricas e manteve os clientes fora das concessionárias.

Mediante isso, a Toyota reiterou sua previsão de lucro operacional anual de 500 bilhões de ienes, a mais fraca em nove anos, argumentando que o coronavírus ainda poderia prejudicar suas perspectivas de vendas.

“O ritmo da recuperação em várias regiões foi mais rápido do que o previsto inicialmente”, disse um porta-voz da Toyota.

“Mas a situação do vírus continua a colocar muitas incertezas na perspectiva dos negócios (…) e vemos a possibilidade de que nossa previsão possa mudar.”

Previsão de vendas globais

A montadora japonesa espera vendas globais no varejo de 9,1 milhões de automóveis este ano, o menor número em nove anos. A estimativa marcaria um declínio de 13% em relação aos 10,46 milhões do ano passado, mas é uma melhora em relação às perspectivas anteriores de queda de 15%.

A Toyota espera ser mais atingida na América do Norte, seu maior mercado, representando cerca de 25% de suas vendas globais e onde vê uma queda anual de 14% nas vendas.

Uma queda de 62% na região durante o primeiro trimestre levou a uma queda de 50% nas vendas globais consolidadas, indo a 1,16 milhão de unidades.

Vendas na China

Mas, como as vendas caíram fortemente na maioria das regiões, a China tem sido um ponto positivo para a Toyota. A demanda no maior mercado de automóveis do mundo se recuperou mais rapidamente do que em outros lugares, já que o país reprimiu a pandemia e reabriu sua economia.

Previsão de melhora

A marca de luxo Lexus da Toyota foi uma grande beneficiária do retorno da demanda, aumentando as vendas de janeiro a julho em 7% na base anual, graças às campanhas de marketing online durante o período de lockdown no país.

A Toyota espera que as vendas globais melhorem gradualmente até dezembro, voltando ao normal entre janeiro e março de 2021 e aumentando 5% no próximo ano.

Da Agência Reuters / Tradução Mundo-Nipo.

Atualizado em 29/08/2020.