Notícias

Dólar recua com alívio no exterior, mas se mantém acima de R$ 4

©Freedoc Images

Mesmo com o recuo de hoje, o dólar encerra a primeira semana de 2016 com valorização de 2,34%.

O dólar fechou em queda nesta sexta-feira (8), mas mantendo o patamar acima de R$ 4, com os investidores corrigindo parte dos exageros após a alta verificada nesta semana. A última sessão na primeira semana do ano foi marcada pela recuperação do humor nos mercados externos, após medidas anunciadas pela China ajudar a estancar a volatilidade no mercado acionário e a elevação da cotação do yuan, que trouxeram uma trégua na aversão a risco e contribuíram para a recuperação do real.

A moeda norte-americana teve leve recuo de 0,3%, cotada a R$ 4,0403 na venda, após fechar, na véspera, no maior valor de fechamento desde 29 de setembro. Como resultado, o dólar encerra a primeira semana de 2016 com valorização de 2,34%.

Contexto externo
Na véspera, as Bolsas chinesas caíram mais de 7% e foram suspensas pela segunda vez na semana, arrastando para baixo as demais Bolsas após decisão do governo chinês de desvalorizar a moeda local, o yuan, ao menor nível desde março de 2011.

Na tentativa de recuperar a confiança do mercado, a autoridade reguladora do mercado de capitais da China decidiu ontem cancelar o mecanismo de suspensão automática de negociações com ações na Bolsa, o chamado “circuit breaker”.

Nesta sexta-feira, o banco central da China elevou a cotação do yuan após a moeda ter acumulado queda de 1,5% de desvalorização na semana, até ontem, que acabou gerando preocupação com a economia chinesa e pesou sobre as demais moedas emergentes.

A China é um dos principais parceiros comerciais do Brasil e serve de referência para investidores em mercados emergentes.

Ainda no cenário externo, o governo dos Estados Unidos divulgou nesta tarde que a criação de vagas fora do setor agrícola no país somou 292 mil empregos em dezembro.

Com isso, a taxa de desemprego permaneceu em 5%, menor nível em sete anos e meio. Os relatórios de outubro e novembro foram revisados para cima para mostrar a criação de 50 mil vagas a mais do que anteriormente divulgado

Os preços do petróleo, que haviam atingido o menor valor em 11 anos e meio na véspera, chegaram a subir nesta sessão. O dia, porém, foi de variação entre positivo e negativo, o que deixou investidores cautelosos.

Cenário interno
Pela manhã, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) divulgou a inflação oficial de 2015. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) encerrou o ano em 10,67%, muito acima do limite máximo da meta do governo.

O objetivo era manter a alta dos preços em 4,5% ao ano, mas com tolerância de dois pontos percentuais para mais ou para menos, ou seja, podendo oscilar de 2,5% a 6,5%.

Atuações do Banco Central no câmbio
A perspectiva é de que o Banco Central deve retomar o ciclo de aperto monetário, o que contribuía para dar suporte à moeda brasileira.

Nesta manhã, o BC realizou mais um leilão de rolagem dos contratos de swap cambial (equivalentes à venda futura de dólares) que vencem em 1º de fevereiro, vendendo a oferta total de até 11,6 mil contratos.

Até o momento, o BC já rolou o equivalente a US$ 2,823 bilhões, ou cerca de 27% do lote total, que corresponde a US$ 10,431 bilhões.

Fontes: Agência Valor Online | Agência Reuters.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.